Muita gente sonha em ter uma horta, porém muitas pessoas não tem tempo suficiente para dedicar-se a cuidar da mesma, ou possuem pouco espaço para plantar;  mas ainda assim gostavam de ter em casa algumas ervas aromáticas para poder dar um toque especial aos pratos preparados para a família.

Pois muito bem, se você não pode ter uma horta, saiba que é muito fácil cultivar ervas aromáticas e poderá faze-lo em pequenas floreiras ou até mesmo em pequenos vasos em sua varanda ou até mesmo em sua cozinha.

ervas-aromaticas-como-plantar-e-usar

Hortelã – Foto de Andreas Kaiser ©, Neu-Ulm Pfuhl, Germany (Wikipédia)

Algumas dicas de  ervas aromáticas frescas que farão toda a diferença na sua cozinha:

– Salsa, hortelã, salva, estragão, tomilho, rosmaninho, manjerona, lúcia-lima, alecrim, coentros, manjericão comum, manjericão vermelho, cebolinho e orégãos.

Veja no vídeo abaixo como plantar as ervas aromáticas de forma fácil e rápida:

Alguns hipermercados têm os vasinhos com as ervas já crescidas para venda ao público, você poderá compra-los e replantar numa floreira em sua casa. Caso queira você poderá ir numa loja especializada e adquirir as sementes e proceder o plantio das mesmas, sempre tendo em conta reunir numa mesma floreira as ervas que exigem condições semelhantes de plantio e cultivo.

A utilização de ervas aromáticas na preparação de cozidos, saladas e outros pratos, possibilita que se utilize menos sal para temperar, já que as ervas conferem aos pratos um sabor acentuado; sendo assim sua saúde agradece.

No vídeo abaixo você obtém dicas sobre como utilizar as ervas aromáticas no preparar de seus pratos em sua casa:

Veja abaixo como utilizar algumas ervas aromáticas em seus pratos:

Alecrim:

Pode ser utilizado para temperar carne de porco, borrego, carneiro, cabrito, vitela, coelho manso e aves; aromatizam azeite e vinagre.

Erva Cidreira:

Pode ser utilizada para infusões e também para temperar peixes, por serem altamente referescante podem também ser utilizada no preparo saladas, geleias e pudins.

Estragão:

Pode ser utilizado para temperar saladas, peixes, carnes, molhos, mostarda, azeites e vinagres.

Hortelã:

O saborosíssimo hortelã é comumente utilizado para temperar carneiro, porco, saladas, legumes cozidos, sopas, molhos, peixe e mariscos.

Lúcia-Lima:

Saborosa e versátil, a Lúcia-Lima pode ser utilizada na preparação de peixes, aves, marinadas, molhos para saladas, compotas e pudins.

Manjerona:

Muito presente na culinária italiana a manjerona caracteriza-se por um sabor inconfundível, e é largamente utilizada no preparo de carnes, sopas, saladas e
produtos defumados.

Tomilho:

Utilizado em pratos que exigem bastante tempo de cozedura, sopas, legumes, saladas, guisados, estufados e molhos.

Manjericão:

Assim como a Manjerona, o manjericão é largamente utilizado na culinária italiana, sendo ingrediente indispensável no preparo de molhos de tomate, pizzas, carnes, peixes, sopas, saladas e massas.

Salsa:

Uma das ervas mais utilizadas na preparação de muitos pratos sempre que se quer dar uma graça a mais, utilizada em peixes, mariscos, carne bovina, aves, legumes, ovos, sopas, molhos, cremes, maioneses e massas.

Coentro:

Excelente para o tempero de carne de porco, aves, peixes, saladas e molhos. As sementes são também utilizadas para aromatizar marinadas, vinagres e licores.

Saiba mais em: – DECO

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de