Bigmãe
métodos de ensino

Quais são os principais métodos de ensino

Assim que os filhos começam a crescer é preciso pensar e planejar os estudos. Muitas mães não sabem ou desconhecem quais são os principais métodos de ensino e aqueles alternativos a estes. Considera-se aqui três fatores fundamentais que são: o foco, que é o que ensinar; a metodologia, que consiste em como ensinar e a avaliação, ou seja, como serão medidos os objetivos a serem alcançados.

As escolas tradicionais recorrem a um conjunto de métodologias de ensino que acabam por sem completarem. E que fazem todo o sentido, quando pensamos na lógica de ensino da grande parte dos professores. Primeiro expor um assunto, ou seja, dar a conhecê-lo; incitar um diálogo entre os próprios alunos; realizar estudos dirigidos e/ou trabalhos independentes, assim como trabalhos em grupo e por fim e, não menos importante, atividades extras. Sendo estas avaliadas com um propósito ou objetivo: nota final para aprovação e passagem de ano.

Principais métodos de ensino

principais métodos de ensino

Dentro do ensino tradicional existem diversos métodos, que são hoje os mais trabalhados dentro das escolas, no Brasil e no mundo.

1. Método Expositivo: é aquele que explica de maneira sistemática ao aluno um assunto desconhecido.

2. Método de Trabalho Independente: aplica-se quando os alunos (d)escrevem o que pensam sobre um determinado assunto com base numa pesquisa teórica – recolha de dados e informações.

3. Estudo Dirigido: quando há atividades, exercícios e tarefas de reprodução dos conhecimentos adquiridos. Esta é uma forma didática que complementa o Método Expositivo por meio de resultados esperados (pontuação/nota).

4. Conversação Didática: trata-se do sistema de perguntas (por parte dos professores) e resposta por parte dos alunos. Há a promoção da assimilação ativa do conteúdo trabalhado em sala de aula, de maneira a trabalhar a atividade mental.

5. Trabalho em Grupo: aqui pretende-se a cooperação de diversos alunos para a realização de uma tarefa. Em regra esta é precedida da junção de outros métodos de ensino, tais como, a exposição do assunto e a conversação sobre a realização do mesmo.

6. Atividades Especiais: nesta caso é feio o estudo de um meio, que acrescente valor e informação aos alunos. Uma espécie de atividades extra curriculares, tais como jornal escola, assembleia estudantil, teatro, laboratório, feiras multidisciplinares e até mesmo excursões.

9 métodos de ensino alternativos

métodos de ensino alternativos

Os métodos de ensino foram criados justamente para que as crianças aprendam com mais facilidade e possam assim aproveitar tudo o que o ensino e a educação podem lhe oferecer. Cada um desses métodos deve ser estudado e aplicado em um tipo especifico de aluno ou sala de aula; e cada escola pode seguir a sua metodologia de ensino ou a combinação de vários (como visto anteriormente).

Por isso mesmo é importante você conheça quais são os principais para quando for matricular o seu filho numa escola, informar-se relativamente aos métodos de ensino propostos. A escolha do melhor método vai variar de acordo com o desenvolvimento e a personalidade de cada criança.

1. Freiriana

Baseado nos conceitos de Paulo Freire, este método de ensino considera que os aspectos culturais, social e humados devem ser levados em conta.

Como funciona: o professor deverá ouvir o aluno para poder ajudá-lo a construir uma base de confiança. Só assim o aluno será capaz de conhecer o mundo.

Interessante: neste método não é previsto provas, mas há avaliações por parte da escola.

2. Escola Comportamentalista

Aqui o controle do tempo é super importante e surgem recompensas (objetivos) para aqueles estímulos alcançados.

Como funciona: o professor deve dar feedback constante para que o estudante possa adquirir os comportamentos desejados.

Interessante: há avaliações por meio de provas (testes) semelhante ao método tradicional de ensino.

Conheça também o Método Kumon

3. Método Piaget

Aqui o aluno está no centro do processo. Ele vai entender o mundo de maneira espontânea, assimilando as coisas. A criança é que fica responsável por organizar a sua estrutura curricular. Assim ela percebe a melhor maneira de compreender a realidade.

Como funciona: no método Piaget, a escola acompanha a curiosidade do aluno, propondo atividade e temas que interessem ele naquele momento. É como se a criança naturalmente quisesse aprender. Estimula-se cidadãos críticos e criativos.

Interessante:  não existem salas de aulas e os “professores” orientam (não ensinam) e auxiliam nas pesquisas, argumentações e conclusões próprias feitas pelos alunos.

4. Construtivismo Pós-Piagetiano

Este tipo de método de ensino é uma ramificação do anterior, no qual o foco está na alfabetização das crianças. Aqui reforça a ideia de que as crianças são capazes de reconhecer que a leitura acontece da esquerda para a direita, sem mesmo antes ter frequentado uma escola.

Como funciona: a criança é inserida em uma ambiente alfabetizante, onde há disponível diversos materiais didáticos que possam contribuir para a sua evolução.

Interessante: está revolucionando o método tradicional, uma vez que não utiliza de fragmentos da língua para alfabetizar (B + A = BA).

5. Método Montessori

Este método de ensino é baseado na filosofia da pesquisadora Maria Montessori para uma proposta pedagógica de desenvolvimento infantil. Para ela, o ensino deve ser ativo e cada criança desenvolve um senso de responsabilidade e aprendizado próprios.

Como funciona: essa técnica enfatiza a concentração de cada criança por meio da manipulação de objetos. O papel do professor é ser um guia que remove as dificuldades das crianças. Esse método usa muitos jogos e brinquedos lúdicos e pedagógicos para tornar tudo mais interessante.

Interessante: as crianças é que escolhem as atividades que desejam fazer, na busca da sua auto formação.

6. Tendências Democrática

Estas escolas são consideradas como uma crítica direta ao sistema de ensino tradicional. Estas escolas seguem o modelo da Escola Summerhill da Inglaterra.

Como funciona: é fundamental para esta metodologia que o aluno possui liberdade de escolha.

Interessante: as disciplinas são aprendidas no dia a dia, como por exemplo, aprender matemática enquanto se monta uma bicicleta.

Qual é a função de uma pscicopedagoga.

7. Pedagogia Waldorf (Antropofosia)

É um método de ensino baseado nos estudos do filósofo alemão Rudolf Steiner. Esse método trabalha o desenvolvimento da criança em três âmbitos: físico, social e individual.

Como funciona: os alunos são divididos em faixas etárias e não em séries, já que cada idade tem uma necessidade especifica que precisa ser atendida.

Interessante: neste caso a criança estuda na mesma turma dos 7 aos 14 anos; não há repetência.

8. Pragmatismo / Instrumentalista

O pragmatismo também é conhecido como instrumentalismo. É um método que se baseia na ideia que a inteligência é um instrumento e se privilegia a resolução dos problemas e da ciência aplicada. É um modelo que foca mais a parte das disciplinas humanas e filosóficas.

9. Freinet

Neste método de ensino trabalha-se com a cooperação. De acordo com o pedagogo francês Célestin Freinet, a criança não deve ser marginalizada ou isolada como um indivíduo. Ela deve ser entendida dentro de uma comunidade cooperante.

Como funciona: tudo que é produzido será compartilhado com os colegas de escola.

Interessante: as avaliações neste método levam em conta a evolução e o progresso do aluno. Porém, não com os demais e sim com o seu próprio progresso.