Bigmãe
preparação do enxoval do bebê

Preparação do enxoval do bebê: quando começar e dicas úteis

Toda mãe de primeira viagem (ou não) tem uma dúvida que parece ser simples: a preparação do enxoval do bebê. A verdade é que não é tão simples assim. Exige organização e controle. Essa segunda questão é válida principalmente para às futuras mamães que terão o seu primeiro filho. Elas querem de tudo, não é verdade?

Quando a mulher descobre que está grávida, mesmo que não seja planejado, a notícia acaba por causar um certo alvoroço. Logo depois, a tendência é contar para os familiares e, já começam as compras das primeiras roupinhas, sapatinhos e itens relacionados. A verdade é que a ansiedade é tanta e os itens para bebês são tão fofos, que fica difícil resistir.

Quando começar a preparação do enxoval do bebê

preparação enxoval do bebê

A primeira recomendação é que você aguarde pelo menos a passagem do primeiro trimestre, tanto para anunciar à família, quanto para começar a pensar e preparar o enxoval do bebê. Os três primeiros meses de gravidez são críticos. É nessa fase que pode acontecer abortos espontâneos, descobrir alguma má formação ou qualquer outro detalhe que requer mais cuidado e atenção por parte dos pais.

Passado esse período de maior fragilidade do bebê, você já pode começar a preparação do enxoval do bebê, assim como o seu quarto. É nesta fase que a mãe ainda se encontra bem disposta e com mobilidade suficiente para caminhar em busca dos itens especiais para o seu bebê. Não é fácil, mas preparar tudo até o 7º mês de gestação é o ideal. Caso ocorra algum imprevisto, você já terá tudo organizado.

Dicas para preparar o enxoval do bebê

É entre a 19ª e 22ª semana da gestação que se descobre o sexo do bebê. Apesar de não atrapalhar em nada na preparação do enxoval do bebê, você pode, a partir desta data se for da sua preferência, comprar itens e roupinhas de alguma cor específica. Ou então, em cores diversificadas (verde, laranja ou amarelo) e neutras (beje e creme, por exemplo), caso opte até mesmo pela surpresa do sexo do bebê.

Quer saber quais são os itens necessários e básicos para adquirir para o enxoval do seu bebê? Veja essa lista de chá de bebê com tudo que você vai precisar nos primeiros meses. Aproveite para já considerar o chá de bebê, para completar os itens que você precisa. É importante pensar sempre:

Tamanho

Na hora da compra, esteja atenta para a quantidade e os tamanhos. Nos primeiros meses o bebê cresce muito rápido, e perde-se rápido as roupinhas. Nesta fase, não vale a pena gastar muito e nem adquirir peças demasiadamente caras.

Tipo

É importante calcular a estação em que seu bebê irá nascer. Seja no inverno ou verão compre, compre as roupinhas adequadas, tanto com relação ao material, quanto tamanho. Se o bebê nascer no inverno, não vale a pena já comprar roupas de verão para criança de 3 meses. Caso contrário você corre um risco bem grande do bebê não chegar se quer a utilizar a peça.

Preparação do enxoval do bebê para a maternidade

preparar enxoval do bebê

Geralmente a maternidade oferece uma lista do que é necessário levar no dia do nascimento do seu filho (a). Consulte com o seu médico se ele possui essa lista e veja o que você terá que preparar. Recomenda-se que esta mala já esteja pronta a partir do 7º mês, para evitar surpresas. E não pense apenas no bebê. Mas em você também.

O que não pode faltar na mala da mamãe

O parto normal não tem data marcada, diferente da cesariana. Portanto, prepare-se com antecedência. Na hora que as contrações começam, você não terá cabeça para selecionar os itens importantes para levar para o hospital.

1. Documentos de identificação: carteira de identidade; boletim de saúde da grávida; plano de parto; cartão/seguro de saúde (SUS ou particular);

2. Objetos pessoais: celular; carregador; relógio (caso queira controlar as contrações); caneta e bloquinho de papel; cartão de crédito, débito e dinheiro (extras para quaisquer despesas emergenciais).

3. Medicação: consulte o seu médico se será necessário levar alguma;

4. Itens para relaxar: bola ginástica/pilates e/ou playlist de música (consulte a maternidade sobre essas opções);

5. Roupas: 3 a 4 mudas de roupas que abrem na frente para as mamães que desejam amamentar; mesma quantidade de peças íntimas (calcinha e soutiens de amamentação); robe ou roupão; chinelo de quarto e de banho. Lembre-se que você precisa estar confortável neste dia.

6. Produtos íntimos: absorventes pós parto; conta ou faixa puerperal; escova e parta de dentes; toalhas de rosto e corpo; shampoo/condicionador; sabonete ou gel de banho; creme hidratante; toalhinhas refrescantes; creme e discos protetores de seios.

7. Companheiro: normalmente, pelo menos a primeira noite, é passada na maternidade. Portanto, organize também uma peça de roupa para a pessoa que ficará com você. Apesar dessa pessoa poder ir a casa, é sempre bom ter a opção.

8. Outros: nomeie um responsável pela cópia do plano de parto (deixe em dois lugares diferentes para não correr o risco de ficar sem ele); máquina fotográfica ou de filmar de acordo com a preferência.

O que não pode faltar na mala do bebê

primeira roupa do bebê

Este será um momento único e especial. Provavelmente você estará muito ansiosa e vai querer mudar diversas vezes os itens que escolheu para levar para a maternidade. O importante é curtir esse momento, fazer um registro se for o caso e deixar tudo organizado com antecedência.

Deixe separado na mala qual será a roupinha do pós parto e lembre-se de adequar o material de acordo com a estação do ano. Os itens são os mesmos, o material e sua “espessura” é que variam.

1. Primeira roupinha: conjunto de roupinha interior (algodão); babygrow (macacão ou pagão); gorro e casaquinho; meias; fralda (descartável ou de pano); paninho do bebê e manta.

2. Outras roupinhas: outros 3 ou 4 conjuntinhos de babygrow; 3 ou 4 conjuntinhos de interior; 3 ou 4 body’s; 2 gorros; 1 casaquinho (mais quente); 1 cobertor (mais quente) e 3 ou 4 paninhos de amamentação (fraldas de pano).

3. Fraldas: entre 12 e 24 fraldas (tamanho recém nascido); 1 trocador de fraldas; toalhinhas higiênicas; algodão; pomadas e óleo de bebê.

4. Higiene: itens específicos para o bebê, de preferência sem perfume; toalha com capuz.

5. Saída: assim como a roupa da mamãe, separe uma para o se bebê também. Não se esqueça da cadeirinha para transporte. Se você é ligada às tradições, não se esqueça de um item vermelho para o bebê, que representa a sorte e saúde.

Importante

Os bebês devem ser agasalhados e vestidos de acordo com a temperatura que estiver neste dia. O uso da touca é aconselhável para proteger a cabecinha. Dê preferência à touca de algodão.

Considere para a preparação do enxoval do bebê e o seu dia a dia

enxoval do bebê

Quando iniciar a preparação do enxoval do bebê, lembre-se que as roupas do dia devem ser o mais simples possível e sem muitos adereços. Você fará muitas trocas e é importante que elas sejam fáceis de lavar, secar e em alguns casos, de passar.

Dê preferência às roupas de algodão, que permitem a transpiração da pele. Materiais sintéticos podem ocasionar irritações na pele sensível do bebê.

Além da mala para maternidade, onde devem ser acondicionadas as roupas que fazem parte da lista de enxoval necessário, compre também uma bolsa plastificada (preferencialmente) para o dia a dia. Sempre que sair de casa, você vai precisar levar mudas de roupas, fraldas, produtos de higiene, chupetas, mamadeiras e o que mais for necessário e básico.

Higienização das roupinhas do bebê

Após comprar todos os itens indicados para a preparação do enxoval do bebê, você precisa higienizá-los. Inclusive as suas peças, que serão utilizadas ainda na maternidade. Veja algumas dicas importantes:

1. Não vista qualquer peça de roupa no seu bebê sem antes lavar (higienização) e passar a ferro (tirar a goma que deixa o tecido “mais resistente”).

2. Utilize sabão neutro ou especial para bebê. Enxágue mais de uma vez para garantir que não há qualquer resíduo de sabão. Assim você evita irritações e alergias de pele.

3. Lave a roupa do bebê separada da roupa do restante da família e seque ao ar livre, preferencialmente ao sol.

4. Evite produtos perfumados (sachês, amaciantes e perfumes), pois o olfato do bebê ainda é muito sensível.

5. As mesmas dicas valem para a higienização dos lençóis de berço, das toalhas de banho e até mesmo das fraldinhas e panos de amamentação e limpeza.