Meninos e meninas podem dividir o mesmo quarto

O melhor amigo do seu filho é uma menina (ou vice e versa) e é claro que quando crianças eles sempre adoram dormir um na casa do outro, mas será que é certo deixá-los dormirem no mesmo quarto?

Segundo psicólogos, até os 7 ou 8 anos as crianças acham totalmente natural dormir com uma criança do sexo oposto.

Se for com amigos e eles tiverem a mesma idade, não há mal nenhum em deixá-los compartilhar o quarto, será a mesma coisa do que se eles fossem irmãos e dividissem o cômodo.

E não se assuste: até os 5 anos é normal uma curiosidade da parte deles com relação ao sexo, principalmente as brincadeiras de abaixar as calças ou levantar a saia e mostrar o corpo para o coleguinha; isto é apenas curiosidade natural de ver um corpo diferente do dela, não se assuste.

Como você percebeu, pode deixar seu filho dormir com a coleguinha sem problemas, apenas supervisione para ver o que eles estão fazendo, de vez em quanto. Se a porta do quarto estiver trancada, bata antes para mostrar que você está lá.

Se você por um acaso entrar no quarto e se deparar com uma situação inusitada, fique calma. O melhor nesta situação é explicar as diferenças entre os corpos e que a curiosidade é normal, mas que isso não quer dizer que ela possa ficar mexendo no corpo do colega.

Caso você entre no quarto e veja eles sem roupa, peça para que se vistam e explique que isso é normal, mas tudo tem que ter limites, ou seja, colocar objetos ou tocar o corpo do colega não pode.

Caso você perca a fala e se assuste, sugira que eles brinquem de alguma outra coisa.

Mas nunca se esqueça da conversa, mesmo que ela seja deixada para o dia seguinte; se achar necessário, compre alguns livrinhos para ajudar na conversa – existem diversos livros feitos para as diferentes faixas etárias das crianças.

E é claro, comunique os pais do amiguinho do seu filho sobre o que aconteceu e diga como agiu no caso para que eles saibam como conversar com o filho deles também.

As únicas coisas que você não deve fazer de jeito nenhum é gritar com eles, demonstrando irritação, desapontamento ou indignação; dizer que a situação está feia ou é proibida e nunca colocar as crianças no castigo por causa disso.

Não reprima a curiosidade do seu filho: prefira explicar antes de qualquer coisa, ele só precisa entender as mudanças.

Também pode interessar-lhe:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

3
Deixe um comentário

2 Comentários da discussão
1 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
3 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Carol

Olá, preciso muito de algumas orientações, tenho um filho de 7 anos e um de 2 anos, certa vez deixei meu maior ir brincar na casa de uma amiguinha da mesma idade, a mãe dela me falou que encontrou os dois no quarto de calças abaixadas, fiquei em estado de choque, não sabia onde enfiar a cara, fiquei pensando o que ela poderia pensar que meu filho presencia em casa (que diga-se de passagem, ele não vê nada) passado isso, peguei ele mostrando as partes dele para outro coleguinha e dizendo para ele fazer o mesmo. Ele se descobre desde… Ler mais »

Olá Carol, sim é assim mesmo que se conversa. Com calma, e com tato vc pode explicar que todos nós temos nossas
intimidades quer seja assuntos pessoais, uma relação com um namorado, e tb o nosso corpo. Não é que seja feio, mal, ou ruim, ao contrario, nosso corpo é lindo e não tem nada de impuro nele; porém vivemos numa sociedade onde se pede que se resguarde nosso corpo e por isso não saímos por aí assim mostrando as partes íntimas! 🙂

Delise

Gostaria de uma orientação de como decorar o quarto de minha filha e o meu, que sou sua mãe, pois estou divorciada e quero fazer um quarto só para nós duas.
Gostaria de aproveitar a cama de casal; os móveis de madeira viático
Me dêem uma opinião.

Desde já obrigada

Delise