Embora poucas pessoas deem atenção a isso, os pais devem se preocupar também com a saúde auditiva para evitar danos irreversiveis na audição das crianças e adolescentes. Atualmente é comum vermos crianças e adolescentes utilizando Mp3,  Ipods e celulares com os fones de ouvido, e  muitas vezes estando ao lado destas crianças é possível ouvir a música que elas estão ouvindo, mesmo que estejam  utilizando o fone ouvido. Isto significa que  que ele está com um volume acima do que  seus ouvidos podem suportar; o volume do som tem de ser respeitado para preservar a saúde auditiva.

Sons acima de 85 decibéis (dB) podem causar danos as vias auditivas, denominados traumas acústicos, temporários ou permanentes. O tamanho do dano depende da intensidade dos sons, do tempo de exposição e da suscetibilidade individual.

Sons acima de 115 decibéis (dB) podem causar lesões após poucos minutos. Outro  ponto importante a destacar são os tipos de fone de ouvido. A cada dia surgem novos modelos, tipos, cores e tamanhos. Os mais prejudiciais ressalta Dr. Samir Cahali otorrinolaringologista doutor em medicina pela Unifesp, são aqueles fones de ouvido com uma oliva que veda totalmente o canal da orelha, impedindo a ventilação e por isso causam com frequência as chamadas otites externas.

Dr. Samir Cahali ressalta também que os gravadores com fones de ouvido podem ir além de 110 decibéis (dB), portanto os que usarem abusivamente certamente terão sua audição comprometida.

Por tudo isso pais, mães e educadores devem estar atentos a este problema muito atual que pode prejudicar a audição das crianças e adolescentes;  e tentar transmitir aos jovens as consequências futuras do mau uso destes aparelhos. Para isso nada melhor do que uma boa conversa mostrando efetivamente quais os problemas que seu filho pode vir a ter caso continue a utilizar o Mp3 ou Ipod em alto volume.

Como eu sempre digo, é melhor prevenir do que remediar! 🙂

Fonte Autorizada: Revista Ponto de Encontro (Drogaria São Paulo) Edição 26 Junho/Julho/2010 – Profashional Editora

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira o seu comentário!
Insira o seu Nome