A escolha da profissão é um passo muito importante que os jovens têm que tomar na vida. E é claro que como em todas as decisões importantes e quase que definitivas existem o medo, insegurança e a temida dúvida. Uma das maneiras de você tranquilizar o seu filho nesta fase difícil é fazer uso da orientação vocacional.

A orientação vocacional nada mais é do que testes psicológicos que são aplicados no aluno para que ele decida qual profissão ele tem mais afinidade. Há ainda a aplicação de técnicas de autoconhecimento aliadas às dinâmicas, avaliações e feiras de profissões que ajudam os alunos a escolherem o melhor caminho para a profissão. Todas essas técnicas juntas podem ajudar o seu filho a ir pelo melhor caminho profissional.

Tudo isso vai ser pensado juntamente com o mercado de trabalho no momento, já que é aconselhável que a profissão que o seu filho escolha tenha plenas condições de empregá-lo após a formatura na faculdade. Mas na verdade o que conta mesmo são os fatores que dizem respeito ao interesse dele em relação àquela profissão assim como a motivação e a habilidade pessoal.

A orientação vocacional vai englobar tudo isso e tornar mais fácil o processo de escolha da carreira, além de ajudar o seu filho ter uma melhor visão das habilidades dele e do mercado de trabalho para que assim, com a ajuda do profissional ele possa caminhar para um futuro promissor.

Não fique preocupada se ele mostra indecisão durante a vida dele. É muito comum que ele ainda não saiba qual é o espaço dele dentro da sociedade. Junta-se a isso o medo de fazer uma escolha errada ou de se arrepender no meio da faculdade. Tudo isso é muito natural na idade de decisão, por isso mesmo toda atenção e cuidado é pouco.

É neste ponto que entra a orientação vocacional. Ela serve para que seu filho conheça o leque de opções que ele tem pela frente e saiba com mais calma como usar as habilidades que ele tem. A orientação não vai apontar a profissão dele, mas sim mostrar e fazer com que surja a tona todas as habilidades que ele tem; até aquelas que ele nem sabia que tinha.

Explorando essas habilidades é que vai se chegar a uma solução de que ele é melhor na parte de humanas, exatas ou biológicas. Com essa definição das habilidades dele é que começa a busca pela faculdade e o curso ideal dentro da área que ele mais tem afinidade. O importante é que você nunca force nada, nem imponha algum curso para ele. Busque sempre a orientação do psicólogo para que ele auxilie e mostre o melhor caminho profissional na vida do seu filho.

Sites Úteis: Orientação Escolar e Profissional

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de