Bigmãe
Andador | Seu bebê deve ou não usar?

Andador | Seu bebê deve ou não usar?

O andador para as crianças é um acessório que tem causado muitas polêmicas. Existem pais e educadores que não veem problemas no uso deste acessório, mas de acordo com fisioterapeutas e pediatras, o uso do andador pode ser um grande inimigo da saúde e do bem estar do seu filho. O andador não vai fazer o seu filho andar mais rápido. Por mais ansiosa que você esteja pelo fato dele dar os primeiros passos, isso será uma coisa natural; cada criança tem o seu ritmo e há uma idade certa para ele começar a andar.

O seu filho vai começar a andar quando for estimulado e estiver pronto para isso, o uso do andador não é um estímulo ideal para ele. Os pediatras ainda alertam que as crianças começam dar os primeiros passos entre os 9 e 18 meses, independente do uso do andador.

O principal problema do andador é que ele causa muitos acidentes. A maior parte dos atendimentos nos pronto-socorros é de crianças que se acidentaram com os andadores. Ou seja, andador além de não estimular o seu filho a andar ainda é sinônimo de perigo. Afinal de contas, se ele quiser pegar algo fora do alcance, além de estar preso pode cair ao tentar fazê-lo.

O andador serve mais como comodidade para os pais, já que não precisam ficar o tempo todo ajudando a criança a andar. Quando a criança estiver pronta para andar, ela o fará se apoiando na sua mão, no sofá e no berço.

Nenhum modelo de andador é seguro, ele apenas substitui você como apoio; apoio esse que não trás segurança nenhuma para o seu bebê. Além desse perigo iminente, os andadores trazem problemas para as articulações, a coluna e os joelhos do seu filho. Isso pode acontecer quando o seu filho fica exposto à ação do andador por muito tempo ou durante muitas horas por dia. O quadro ainda pode piorar se o seu filho, por algum motivo já apresenta algum problema desse gênero.

O andador força o seu filho a pular várias etapas naturais do desenvolvimento dele. Ou seja, é só você respeitar o ritmo dele e ter um pouco de paciência que não vai demorar muito para ele começar a andar sozinho. Se ele for pequeno demais para o andador, certamente ficará nas pontas do pé, o que prejudica a formação óssea e a curvatura do pé dele.

O mais correto na hora de perceber que o seu filho começou a andar é oferecer um bom local, com apoio firme no qual ele se sinta seguro e possa se soltar e assim dar os primeiros passos, e sem o andador ele pode se movimentar para onde quiser, engatinhar e pegar objetos no chão com a total liberdade. Tudo tem o seu tempo certo! 😉