As crianças possuem muitos medos, como o Homem do Saco, a Cuca, o Bicho-Papão e outros, todos criados pelo imaginário popular. Esses medos surgem pelo fato de que a criança ainda está começando a aprender sobre o mundo, ou seja, tudo o que você contar para ela, ela vai acreditar e realmente temer qualquer invenção que você conte para ela.

O problema dessa imaginação é quando alguns pais usam essas histórias imaginárias para conter a criança. Como a criança nunca viu o bicho-papão, é natural que ela pense naquilo como algo assustador. Inventar a história do bicho-papão nada mais é do que uma maneira fácil e errada da mãe conter a criança, principalmente se ela for muito agitada.

Há ainda quem use a história do bicho-papão para conter as crianças curiosas que se dispersam rapidamente dos pais. Mas esta é uma forma errada de explorar esse medo infantil. O mais correto seria que você, antes de sair de casa, conversasse com o seu filho e explicasse que ele deve permanecer ao seu lado e se comportar para não se perder. A mentira ou a criação do medo nunca é a melhor alternativa.

A criação do medo na figura do bicho-papão até pode fazer com que a criança se comporte melhor. O problema é que o medo cria imagens irreais na cabeça da criança, e isso pode resultar nos famosos pesadelos e em uma insegurança permanente. As crianças que são muito expostas a esses medos são crianças que estão constantemente ansiosas, irritadas e começam a roer as unhas, por exemplo; qualquer outro sinal de ansiedade que você notar também é fruto da invenção do bicho-papão.

E o medo do bicho-papão pode até mesmo atrapalhar o sono dela, já que a maioria das crianças pensa que eles aparecem durante a noite e têm medo de dormir sozinhas. Então usar o bicho-papão para controlar o filho, além de não resolver o problema pode até mesmo atrapalhar a hora do descanso dele e seu.

Saci Pererê

Você não precisa desses medos para alertar, muito menos educar o seu filho. Ele pode muito bem lidar com a realidade que já é por si mesma perigosa. Você não precisa de bicho-papão, muito menos lançar mão de qualquer outro medo para que ele aprenda algo. A realidade e sinceridade são os melhores remédios para qualquer criança aprender algo.

Na verdade a mentira do bicho-papão é usado no mundo todo. Diz a lenda que há muitos anos atrás, um feiticeiro fazia magia com o corpo das crianças que ousavam atravessar a aldeia. À noite, o homem virava uma criatura horrenda e nesta forma ele invadia a casa das crianças e as roubava. Assim surgiu a lenda do bicho-papão, o bicho que roubava todas as crianças peraltas que não obedeciam aos pais.

bruxa-ma

Para completar o quadro, você já reparou que as cantigas de ninar são recheadas de ‘bichos assustadores’ temos a cantiga do ‘Bicho Papão’, do ‘Boi da Cara Preta’, ‘A Cuca Vem pegar’, e outras. Há séculos que tentavam dominar as crianças provocando-lhes medo. Que criança irá querer dormir ouvindo ‘Dorme Nene que a Cuca vem pegar, papai foi para a roça, mamãe para o cafezal’? Isto só pode provocar efeito contrário.

As lendas populares também estão recheadas de ‘figuras enigmáticas’ que assombram as crianças como o Saci Pererê, o Caipora, o Curupira e outros; bem como as histórias de contos de fadas estão cheias de bruxas, fadas más e rainhas diabólicas.

Por isso lembre-se disto antes de tentar ‘dominar’ seu filho com estas cantigas e com ameaças que se ele não se portar bem o bicho papão vem pegar.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ