InícioSaúdeQueda de Cabelo no Tratamento Oncológico

Queda de Cabelo no Tratamento Oncológico

Publicado em

A queda de cabelo é um efeito colateral potencial do tratamento oncológico, porém, nem todos os pacientes que se submetem à quimioterapia desenvolvem alopécia. Isso depende do tipo de medicamento quimioterápico utilizado, da dose e da forma como é administrado. Alguns tipos de quimioterápicos causam danos às células responsáveis pelo crescimento do cabelo, levando à sua queda.

Quase sempre a queda de cabelo geralmente ocorre dentro de uma a três semanas após o inicio da quimioterapia. Pode acontecer também de começar a cair depois de algumas sessões de tratamento.

Queda de Cabelo no Tratamento Oncológico

Confira entrevista com a médica oncologista Dra. Carolina Rutkwoski, da Oncomed BH, que esclareceu algumas das dúvidas mais frequentes dos pacientes e seus familiares:

Todos os tratamentos quimioterápicos levam a queda do cabelo?

Não, nem todos. Isso depende do tipo de medicamento utilizado, da dose e da forma como são administrados.

Quanto tempo demora para o cabelo começar a cair?

A queda do cabelo começa a acontecer de uma a três semanas após o inicio da quimioterapia. Novos fios de cabelo poderão nascer ainda durante o tratamento, caindo várias vezes neste período. Pode ocorrer também queda dos pelos da região pubiana, sobrancelha e, algumas vezes, cílios.

A queda do cabelo pode ser evitada?

Na maior parte dos casos, não. É comum ouvir falar de toucas especiais ou shampoos que podem impedir a queda do cabelo durante o tratamento de câncer, mas estes tratamentos não funcionam e muitas vezes não são seguros.

O cabelo da paciente que se submete ao Tratamento Oncológico, voltará a crescer?

Sim, após o término da quimioterapia. Ao longo dos dois primeiros meses após o término do tratamento, a paciente notará que seu cabelo está crescendo. Especialmente no inicio, ele pode ter características diferentes do que era antes: mais fino ou mais crespo, ou com coloração diferente.

O que se deve fazer para cuidar do couro cabeludo?

Proteja-o usando chapéu, touca, turbante, lenço ou peruca quando a paciente estiver em ambientes abertos. Use protetor solar diariamente. Em dias frios, mantenha-o aquecido: a paciente  vai perceber que poderá sentir mais frio quando perder seu cabelo.

E se a paciente se sentir triste, com raiva ou com medo de perder o cabelo?

Esses sentimentos são normais, e a paciente deve permitir-se senti-los! A paciente  provavelmente se sentirá melhor se falar com alguém sobre seus sentimentos. ajuda muito conversar com o médico, psicólogo, membros da família ou amigos, ou com alguém que já passou pela mesma situação. Enfim, conversar com alguém com quem a paciente se sinta a vontade para expressar seus medos e angústias.

Outras dicas potencialmente úteis são:

Às vezes o paciente se sente com maior controle da situação se corta o cabelo antes que ele comece a cair. Além disso, se você pretende comprar uma peruca, faça isso enquanto você ainda tem cabelo. Desta forma, você pode combinar a peruca com a cor e o estilo do seu cabelo. Certifique-se de escolher uma peruca com a qual você se sinta confortável e que não machuque o seu couro cabeludo.

Fonte: Juliana Morato – Link Comunicação Empresarial

MAIS POPULARES

Primeira Comunhão – o que é, como e quando acontece

A Primeira Comunhão ou Primeira Eucaristia é o ato religioso da Igreja Católica no...

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Jogo da Velha: Saiba as regras e aprenda a jogar

O jogo da velha é um jogo de regras extremamente simples, e que diverte adultos e crianças em qualquer lugar e a qualquer hora do dia. Excelente passatempo!

15 brincadeiras folclóricas que toda criança precisa conhecer

Brincadeiras folclóricas são brincadeiras antigas e são passadas de geração para geração mantendo suas regras básicas de origem.

Últimos Artigos

Filhos e Vida Profissional – Mães que Trabalham Fora

Você tem uma carreira promissora, mas com a chegada dos filhos não sabe como conciliar a sua carreira e a família, os filhos com a sua vida profissional.

Quando devo tirar a mamadeira do meu bebê?

Chega uma hora que é inevitável tirar a mamadeira do seu pequeno bebê. Esta é, no entanto uma tarefa complicada, saiba quando e como deve tirar a mamadeira.

As crianças devem praticar exercícios físicos ou esportes?

Saiba o que é melhor para a criança: Exercícios físicos ou esportes? Você vai perceber que ele vai ficar mais bem disposto além de ter um sono melhor.

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Mais artigos relacionados