InícioFilhos e FilhasPiercing e Adolescentes

Piercing e Adolescentes

Publicado em

Todos os adolescentes adoram seguir a moda e fazer tudo o que os outros fazem. Moda de tênis, roupas, comportamento e música. Há também as modas mais sérias como as das tatuagens e piercings. Como agir nesses casos quando o seu filho quer fazer um, deixar ou não deixar?

O que você precisa levar em conta na decisão de permitir ou não que o seu filho coloque um piercing é o fato dos riscos que ele está sendo exposto. Furar alguma parte do corpo, por mais cuidado que se tenha, expõe a pele e ele mesmo a risco de sérias infecções e outras complicações.

Os cuidados na hora de se pensar no piercing vão muito além do local onde pretende fazer a perfuração, já que a pele demora muito para cicatrizar e requer cuidados especiais neste período para não haver complicações. Cuidados esses que os adolescentes nem sempre tomam.

Outro fator que você conversar com seu filho é a respeito do porque ele quer fazer essa modificação no corpo dele. Se for apenas para seguir o grupo de amigos ou a moda ou se ele acha realmente uma coisa importante, que ele, sem a intervenção ou a pressão de ninguém quer fazer.

Se for apenas por causa do modismo, proíba, já que certamente ele vai se arrepender mais tarde da decisão e até o furo cicatrizar e sumir pode demorar, e muito. Converse com ele e fale que o piercing pode ser algo definitivo, uma mudança no corpo dele. Sendo assim é preciso que ele pense os reais motivos dessa mudança.

Nada no corpo dele deve ser feito pela interferência de outras pessoas. Converse com ele e diga que seguir modismos nem sempre é a melhor saída. Já que nesse caso o modismo tem consequências que podem ser graves.

Os colocados na língua têm o agravante de terem maior chance de se ter uma infecção já que a boca recebe alimentos e os resíduos podem ficar presos no piercing e causar infecção se a pele não estiver cicatrizada.

Como a maior parte dos estúdios não deixa menores de 16 anos colocarem piercing sem a autorização dos pais, peça para ele esperar chegar nessa idade para ver se ainda tem a vontade de colocar o objeto. Talvez até lá ele mude de ideia.

Apenas cuidado para que, nessa onda de piercing ele não faça escondido e em um local sem condições ou higiene. Pode sair mais caro do que permitir ou acompanhar. Faça um acordo com ele e diga para ele pensar bem no que quer e não fazer nada escondido, já que a vida dele pode estar em risco.

MAIS POPULARES

Primeira Comunhão – o que é, como e quando acontece

A Primeira Comunhão ou Primeira Eucaristia é o ato religioso da Igreja Católica no...

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Jogo da Velha: Saiba as regras e aprenda a jogar

O jogo da velha é um jogo de regras extremamente simples, e que diverte adultos e crianças em qualquer lugar e a qualquer hora do dia. Excelente passatempo!

15 brincadeiras folclóricas que toda criança precisa conhecer

Brincadeiras folclóricas são brincadeiras antigas e são passadas de geração para geração mantendo suas regras básicas de origem.

Últimos Artigos

Filhos e Vida Profissional – Mães que Trabalham Fora

Você tem uma carreira promissora, mas com a chegada dos filhos não sabe como conciliar a sua carreira e a família, os filhos com a sua vida profissional.

Quando devo tirar a mamadeira do meu bebê?

Chega uma hora que é inevitável tirar a mamadeira do seu pequeno bebê. Esta é, no entanto uma tarefa complicada, saiba quando e como deve tirar a mamadeira.

As crianças devem praticar exercícios físicos ou esportes?

Saiba o que é melhor para a criança: Exercícios físicos ou esportes? Você vai perceber que ele vai ficar mais bem disposto além de ter um sono melhor.

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Mais artigos relacionados