As tarefas domésticas nunca são fáceis. Ainda mais quando você tem que fazer tudo sozinha e ainda tem que arrumar a bagunça do seu filho. Mas acalme-se que ele vai sim te ajudar. Fazer com que ele participe do processo de arrumação da casa é positivo, já que ele vai se sentir responsável, além de ficar muito mais perto de você.

Mas cuidado que cada idade tem um tipo especifico de afazeres domésticos que você pode trabalhar com o seu filho para estimular a cooperação dele com você. Mas não se preocupe que em cada fase você pode já ir ensinando ele a ser responsável e a cuidar do lar onde vive. Assim essa ajuda vira uma rotina na vida de vocês; passa a ser algo automático que ele sempre fará.

Dos dois aos quatros anos você já pode pedir ajuda para guardar os brinquedos que ficam espalhados pela casa e pedir para ele levar o prato de comida para a pia, assim que terminar a refeição.

A partir dos cinco anos, você já pode ensinar que ele deve além de guardar os brinquedos e levar o prato para a pia, arrumar a cama dele também. Se tiver um jardim ou flores e plantas dentro de casa, pode incentivar que ele as regues e recolha o lixo dos banheiros também.

Dos seis aos sete anos pode fazer com que ele dobre as roupas e tire o pó de alguns móveis – se ele não for alérgico.  Se você ainda tiver um filho menor, peça ajuda para ele cuidar do menor. A responsabilidade vai aumentando conforme a idade.

Aos oito anos ele já tem capacidade de cuidar do animal de estimação; mas deixe claro que a responsabilidade é totalmente dele. Além de arrumar a cama, ajudar no supermercado e a guardar as compras.

Mas atenção que de nada adianta você passar essas funções para ele e depois se esquecer de fiscalizar para ver se ele faz tudo certinho. Se ele não arrumou a cama dele, não arrume. As tarefas foram feitas para ele te ajudar e criar consciência do que é responsabilidade. Se ele não recolheu o lixo diga que a casa vai ficar suja por causa dele.

É claro que ao mesmo tempo você deve apenas passar tarefas que ele tenha capacidade de fazer, sem exigir demais ou que o façam carregar muito peso. Tem que aliar responsabilidade, prazer e acima de tudo cooperação. E não se esqueça de não passar nada que envolva o fogão ou altura. Crianças têm propensão a atrair acidentes em certos casos.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de