origami

Desde a invenção e o aperfeiçoamento do papel, os povos buscam diferentes maneiras de manipulá-los.

Uma dessas maneiras é a arte de dobrar o papel, chamada de Origami. Essa técnica é originaria da China, mas foi no Japão que o origami realmente se popularizou e hoje já é considerado um patrimônio da cultura japonesa.

O Origami também conhecido no Brasil como ‘dobradura’, começou sendo executado e utilizado nos rituais e cerimônias xintoístas,  foi a partir desse momento que o origami ganhou regras definidas, ou seja, todos dobravam o papel seguindo a mesma técnica e assim obtiveram os mesmos resultados. É por isso que essa técnica é usada até hoje.

Origami | Dobradura
Origami | Dobradura

As primeiras instruções de como se fazer um origami só chegaram aos livros em 1797, antes disso a tradição era transmitida de mãe para filha. O primeiro livro sobre origami chamava Como Dobrar Mil Garças e foi a partir dele que a técnica do origami se difundiu; já em 1876  o ensinamento do origami passou a ser matéria obrigatória nas escolas japonesas.

A arte do origami começou a ser difundida no século VIII, quando os mouros trouxeram a técnica até a Espanha. Como a religião dos mouros proibia a criação de qualquer figura simbólica, eles usavam a técnica do origami para estudar geometria.

Os diferentes tipos de símbolos construídos através do origami têm seu significado especial, por exemplo, o tsuru que é a garça, representa boa sorte, felicidade e saúde; a tartaruga quer dizer longevidade e o sapo representa o amor e a fertilidade. A lenda do origami ainda diz que quem fizer mil garças terá o desejo alcançado.

Os benefícios de se praticar e aprender o origami vão além do fato da criança e do adulto estudarem profundamente as formas geométricas e verem quantas possibilidades de símbolos podem ser formados em cada pedaço específico de papel.

O origami é muito usado por quem está ainda aprendendo matemática; é um meio lúdico muito utilizado para que a criança se familiarize rapidamente com as figuras geométricas e aprenda as noções básicas de medidas.

Quem aprende origami consegue desenvolver as habilidades motoras das duas mãos, já que são necessárias o uso conjunto delas para se formar alguns símbolos; desenvolve as habilidades intelectuais e a criatividade usando todos os hemisférios do cérebro; desenvolve a memória, paciência e a atenção,  já que as regras precisam ser seguidas a risca.

E além de todos esses benefícios, a pessoa que trabalha com origami desenvolve o orgulho próprio e o sentimento de ela mesma ter conseguido a proeza de formar um símbolo sozinho; isso faz com que ela queira se aperfeiçoar constantemente. Que tal comprar um lindo livro para que seu filho aprenda a fazer origami? 🙂

Pode interessar-lhe também:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO