O que é Terapia Metamórfica - Benefícios durante a Gravidez

Hoje o Bigmãe traz para vocês mais um excelente artigo de Yolanda Castillo do Centro de Medicina Holística, onde ela nos explica o que é Terapia Metamórfica (e quais os benefícios de faze-la durante a gravidez) , tema citado no artigo  Nascimento: o início de uma nova vida  anteriormente publicado aqui em nosso blog e também de autoria de Yolanda Castillo.

A Terapia Metamórfica

Vindos desde o Universo, com plena consciência, chegamos a este plano e acompanhamos, durante anos, a nossa futura mãe até ao momento em que, através de um ato de amor, entramos no útero materno. É aí que a consciência entra num corpo que se forma durante nove meses. Nasce, cresce e caminha pelos trilhos da vida. Durante todo esse caminho são geradas energias dissonantes, padrões de pensamento negativos, medos, inseguranças… que pouco a pouco cobrem a nossa essência. Isto faz com que nos sintamos atados, perdidos e asfixiados durante longos períodos de tempo, ou até mesmo durante uma vida inteira… É hora de renascer, é hora de quebrar esses padrões…. realizar a nossa metamorfose, abrir as asas e voar. Não podemos escolher melhor opção que a Terapia Metamórfica para levar a cabo essa metamorfose!

o-que-terapia-metamorfica-nova-vida

Perguntar-vos-eis: Porque é necessário o processo de metamorfose?

Desde que a consciência é introduzida no útero tem início um novo processo, em que o pequeno ser que se está a desenvolver é como uma esponja. Absorve tudo o que acontece ao seu redor, aquilo que os pais sentem e pensam, como tudo é preparado… Mas também sente os medos e inseguranças que os seus progenitores sentem, assim como as influências negativas que pairam sobre eles. Este processo prossegue quando o bebé nasce, já que ele tem interiorizados, e assumidos, sentimentos, pensamentos e emoções que o condicionam. Estes ampliam-se e agudizam-se desde que o bebé nasce e começa a conhece o mundo, que para ele é totalmente desconhecido, e que tanto medo causa a seus pais.

O bebé não tem noção de que tudo aquilo que está a sentir de forma negativa não lhe pertence, mas sim aos seus progenitores. Perante a ignorância dos seus pais em relação a este assunto os anos passam e os medos e sentimentos negativos continuam a crescer e a ser alimentados, em grande parte pelo próprio casal.

Expressões como “não vás ali porque vem o homem do saco e leva-te com ele”, “quando cai a noite tens que dormir senão os monstros mordem-te os pés” e outras como: “tens que melhorar as notas, não vês que o Daniel teve melhores notas que tu?”… geram o sentimento de inferioridade na criança.

E isto é apenas o início de uma sucessão de acontecimentos que se vão multiplicar ao longo da existência da criança, que posteriormente se converterá em adulto. Um adulto que sem dúvida carrega uma “mochila” muito pesada, o que faz com que a sua personalidade se forme com base numa nuvem de sentimentos fictícios que “habitam” no seu subconsciente.

É por isto que necessitamos de uma transformação, uma metamorfose, para podermos libertar-nos de todos os padrões que trazemos como herança dos nossos pais, e que fomos alimentando ao longo da nossa vida, os quais nos influenciam e condicionam de forma negativa, impedindo-nos de atuar de acordo com a nossa própria essência.

O que é a Terapia Metamórfica? Porque nos ajuda a levar a cabo essa metamorfose?

A Terapia Metamórfica é uma técnica da medicina holística descoberta por Robert St. John, naturopata e reflexólogo britânico, em que o paciente é tratado como um todo, um conjunto. Esta é, sem dúvida, a melhor terapia para remover e romper os padrões mencionados anteriormente, já que esta técnica se baseia nos nove meses de gestação, onde são gerados a maioria desses padrões, os quais nos influenciam até ao presente momento da nossa vida.

A técnica consiste numa massagem aplicada em pontos reflexos existentes nos pés, mãos e cabeça, onde se encontram alojados mapas psico-emocionais que nos permitem quebrar esses padrões que foram sendo adquiridos desde a pré-concepção até ao nascimento, e desde o nascimento até à idade atual.

Provavelmente perguntar-vos-eis o porquê de aplicarmos a terapia nestes pontos em concreto… No nosso corpo encontramos diferentes pontos essenciais para a nossa vida e desenvolvimento, os pés são o centro do movimento, as mãos o centro da ação e a cabeça é o centro do pensamento. Em todos eles se alojam os pontos reflexos que vão desde a pré-concepção até ao nascimento e em cada um deles são armazenadas memórias que nos afetam atualmente, não apenas na nossa parte mental e emocional mas também na nossa parte física.

Desta forma, ao aplicarmos a Terapia Metamórfica, quebramos e desfazemos estas estruturas físicas, mentais, emocionais e comportamentais que fomos adquirindo por influência dos nossos pais. Esta terapia é a melhor para remover esses padrões, é rápida, eficaz e não apresenta contraindicações.

É ideal para todo o tipo de pessoas, independentemente da sua idade. É fantástica para as crianças, pode ser aplicada desde que nascem, e traz-lhes inúmeros benefícios. O facto de não ter contra indicações é uma das principais diferenças entre a Terapia Metamórfica e outras terapias. Existem muitas terapias com diversas contra indicações e que, como tal, não podem ser aplicadas em crianças até que estas completem treze anos, que é o momento em que o subconsciente humano acaba de descodificar todas as memórias das suas vidas passadas.

A Terapia Metamórfica não acarreta nenhum problema, apenas maravilhosos benefícios para qualquer pessoa que a receba. O princípio com que se trabalha esta terapia é a Vida, e pretende-se, através dela, ajudar a que o fluido de energia vital regresse ao seu estado puro, sem interferências que carregamos desde momentos e acontecimentos passados.

Quais são os benefícios oferecidos pela Terapia Metamórfica durante a gravidez?

Como mencionei anteriormente esta técnica baseia-se nos nove meses de gestação, pelo que não existe nada melhor que começar a aplicá-la logo durante a gravidez!

Os padrões mentais, emocionais, psicológicos, físicos e comportamentais prejudiciais que arrastamos ao longo da vida geram-se durante o período de gravidez. Esse período representa o início de um conjunto de influências exercidas sobre o bebé, que acaba por se tornar um adulto manipulado por medos e sentimentos alheios.

O ideal é começar a trabalhar com a Terapia Metamórfica durante a gravidez pois é durante os seus nove meses de duração que todos esses padrões negativos e condicionantes se começam a gerar.

Assim se a mulher receber a Terapia semanalmente, durante os nove meses, estará a beneficiar enormemente o filho, visto que desde que foi concebido estão a ser apagadas e eliminadas essas influências que de forma inconsciente os pais lhe vão transmitindo.

Tudo isto acaba por se refletir numa gravidez saudável, num parto magnífico, mas acima de tudo o mais importante é que todas as sessões de terapia que o bebé recebeu durante o tempo em que se encontrava no ventre materno acabam por se traduzir numa criança que nasce de forma saudável e cresce com a sua essência plena, sem más influências geradas no claustro materno.

Tudo isto pode ser reconhecido no comportamento da criança, na forma como se desenvolve e encara as diferentes situações desde muito pequena, incluindo a época em que é bebé.

Ao mesmo tempo aplicar esta técnica durante a gravidez é também muito benéfico para a mãe, visto que a terapia é aplicada fisicamente sobre ela, sendo os benefícios para ambos (mãe e bebé).

Também na mãe são quebrados os padrões prejudiciais, que fazem com que tenha diferentes atitudes e medos, e que sem a terapia continuariam a aumentar.

A terapia ajuda-a a manter um estado mental e psicológico equilibrado, para além de lhe proporcionar diversos benefícios físicos dos quais saliento um sono equilibrado e reparador.

Desta forma a mãe consegue encarar a gravidez com uma atitude mais positiva, saudável e equilibrada e desfrutar de todo o processo em plenitude.

O que podemos tratar com esta terapia? Que benefícios e vantagens encerra?

Todos os padrões negativos provem do claustro materno mas como nos podem afetar na nossa vida? Existe um leque infinito de possibilidades em como isto nos pode ter prejudicado, e em todos elas entra a Terapia Metamórfica como ferramenta de cura. Independentemente de ser aplicada de modo preventivo e de cura quando é ministrada durante o processo de gravidez e em bebés (para continuar com o processo de limpeza), pode ser aplicada em todo o tipo de pessoas que tenham manifestado diversos problemas e patologias ao longo da vida.

A terapia é magnífica para as crianças e adultos com medos e fobias, independentemente de que estes medos sejam a uma ou a outra coisa. Com esta técnica vão sendo apagados os padrões que permitiram que esse medo tenha nascido e que se tenha desenvolvido, quer seja uma fobia a um animal, a locais fechados, a sofrer acidentes, etc…

Obviamente que a terapia produz efeitos mais rápidos em crianças que em adultos pois, uma vez mais, saliento que a terapia trabalha desde a pré-concepção até à idade atual, e uma criança tem menos idade que um adulto, pelo que as amarras que tenham sido criadas são menores que em adulto.

Esta terapia permite tratar todo o tipo de patologias em que exista movimentos muito aferentes (em que o movimento é produzido para dentro) ou muito eferentes (em que pelo contrário os movimentos são produzidos para fora). Isto leva-nos ao Autismo e ao Síndrome de Down, que são exemplos de ambas as situações, e perante as quais a Técnica Metamórfica produz efeitos espetaculares. Perante crianças ou adultos com Síndrome de Down a terapia faz com que, ao ir eliminado esses padrões, se sintam mais tranquilos, prestem mais atenção e que estejam mais equilibrados. Por outro lado naqueles que sofrem de autismo a aplicação da técnica depende do grau em que se encontrem e, à medida que os condicionamentos vão regredindo, vai demonstrando melhorias nas características que o autista apresenta, o qual, para além de ser mostrar mais carinhoso, também apresenta maior facilidade em se relacionar com o que existe ao seu redor.

Problemas de foro psicológico, de comportamento, de concentração, depressão, hiperatividade, problemas de fala, dislexia, distúrbios do sono, stress… são algumas das “patologias” que podem ser trabalhadas e solucionadas através da Terapia Metamórfica, pois todas elas apresentam uma origem que nos leva ao período de gravidez da mãe.

Também podemos atuar em crianças ou adultos que sofram de esquizofrenia visto que o que levou uma pessoa a dividir-se em dois, vivendo desta forma a realidade do seu dia-a-dia e por outro lado uma realidade paralela, foi algum trauma ou choque, tendo a pessoa procurado abstrai-se do sofrimento que isso lhe provoca através dessa divisão.

Ao quebrar os padrões que levaram a que esse estado fosse gerado, a pessoa, pouco a pouco, vai voltando a “viver” na realidade física em que se encontra atualmente.

O mesmo pode ser dito de patologias como a anorexia, a bulimia e outros transtornos como a Hipocondria, o atraso no desenvolvimento em geral, etc… A origem e causa de todas estas patologias, como por exemplo algum acontecimento traumático, medo, insegurança, sentimento de inferioridade, que surgiram no ventre materno, também se vai desenvolvendo à medida que a criança se desenvolve e converte em adulto.

A Terapia Metamórfica é excelente a trabalhar os padrões negativos, porém cada pessoa é completamente única e diferente, pelo que a evolução com a terapia também pode ser mais ou menos rápida em função de quão enraizadas estão, no paciente, estas condutas e padrões, e a frequência com que recebe a terapia.

Nós, seres humanos, somos energia… energia que gera vida, pelo que temos que deixar essa energia retornar ao seu ponto de partida ao ritmo mais adequado.

Por tudo o que mencionei anteriormente convido todas as mulheres que planeiam engravidar, e as que já estão grávidas, a receber a Terapia Metamórfica.

Convido, ainda, todas as mulheres que já são mães a formarem-se para que possam ajudar os filhos a crescer de forma sã e equilibrada, para que dessa forma tenham um futuro livre de cargas pesadas. À restante população adulta convido-vos a receber esta técnica, ou a que vos formeis nela, pois nunca é tarde para nos sentirmos bem, para estarmos saudáveis e vivermos em plenitude!

Yolanda Castillo

Centro de Medicina Holística

www.centro-medicina-holistica.comunidades.net/

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ