Antigamente s catapora,  assim como o sarampo, a rubéola, a caxumba e outras,  era uma doença muito comum entre as crianças, mas com a descoberta da vacina os números de crianças infectadas e os riscos caíram consideravelmente. Depois de adquirir a catapora, ou o vírus, a pessoa fica imune pelo resto da vida.

Os primeiros sintomas que o seu filho pode ter é febre que varia entre 37,5° e 39,5°, mal-estar, dor de cabeça, cansaço e manchas na pele que formam pequenas bolhas cheias de líquidos e que quando secam dão muita coceira. Cuidado para que o seu filho não fique coçando, pois é muito comum ficarem marcas na pele que nunca mais saem.

A transmissão geralmente acontece pelo contato da saliva ou de alguma secreção respiratória de um pessoa já contaminada com o vírus. O período de encubação dura em média 15 dias, e após o contágio o seu filho sara depois de sete a 10 dias depois de aparecer o primeiro sintoma.

O tratamento para a catapora é somente para aliviar os sintomas, não há muito o que se fazer a não ser cuidar para que ele não coce. Só os adultos que contraem a catapora é que precisam de cuidados especiais. Peça ao pediatra orientação do que passar nas bolhas para que alivie a coceira do seu filho.

A vacina é a melhor prevenção para que o seu filho não contraia a doença. Ela é aplicada a partir de um ano de idade e é altamente recomendada pelos médicos para prevenir a doença efetivamente.

É por isso mesmo que os pediatras recomendam que você fique atenta ao calendário de vacinação e vacine o seu filho contra a catapora, já que apesar de ser uma doença sem riscos, é algo que proporciona muitos incômodos para o seu filho.

Caso haja crianças doentes, procure deixar o seu filho afastado delas, o mesmo se aplica em não deixar que seu filha vá a escola enquanto estiver com Catapora para evitar contaminar os outros coleguinhas. . Se ele ficou com catapora, não se preocupe, apenas não o deixe coçar as feridas para não deixar marcas, muito menos infeccionar. É normal ele apresentar febre, por isso deixe-o de repouso o máximo possível.

Algumas cuidados:

– Não coce as lesões para não causar infecção e deixar cicatrizes.

– Lave suas mãos e as da criança, várias vezes ao dia, com sabonete antibacteriano e agua abundante.

– Não arranque as crostas.

– Fazer repouso.

– Ingerir muito líquidos.

* Consulte o seu médico, e comunique imediatamente se os sintomas se agravarem, ou se a febre persistir.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de