O Manual da Boa Educação de Paola Dessanti

Nunca um livro caiu-me nas mãos e veio tão bem a calhar com a atual situação em que vivemos no mundo, como «O Manual da Boa Educação» (Editora Paulus) de Paola Dessanti. Nascida em 1965, a autora é formada em Literatura Clássica, casada e mãe de duas filhas.

A introdução do livro por si só já é deliciosa, onde Paola Dessanti cita a vida no far-west, onde cada cowboy vivia na suspeita de que algum mau carácter quisesse mostrar que era dono de um revólver mais rápido do que o seu. E continua a dizer-nos…“Hoje já não vivemos no far-west: dizemos que respeitamos os direitos de todos, até mesmo os das pessoas que são de raça [cultura], língua ou religião diferentes das nossas; e reconhecemos que já lá vai o tempo de termos de fazer justiça pelas nossas próprias mãos. E no entanto… E, no entanto, há gente que parece ter vindo do far-west: os arrogantes, os presunçosos, …”

manual-da-boa-educacao

Melhor impossível para descrever algumas pessoas com as quais nos deparamos diariamente: Aqueles que quando as coisas não lhe correm muito bem dispararam logo um: Você sabe com quem está a falar?. Vangloriam-se da profissão que têm, das profissões que escolheram, dos diplomas recebidos, apontam para a sua riqueza, humilham os outros sempre que abrem a boca, causam dor, amargura, magoam as pessoas sem se importarem e disparam contra tudo e contra todos. Nunca têm dó da fraqueza e dos erros dos outros, mas são sempre muito complacentes consigo próprios, fazem-se notar quando entram num local público ou quando chegam num lugar querem ser o centro das atenções.

Esta narrativa é perfeita não é? Certamente você já se lembrou de alguém que conhece e é assim. Esta foi uma pequena mostra do que o «O Manual da Boa Educação» nos traz, já que o leitor ou a leitora poderá encontrar diversos capítulos destinados a temas do nosso cotidiano como por exemplo:

* Como apresentar-se aos outros: Quem tem medo de água? Já parou para pensar que não basta estar vestida adequadamente com a roupa de marca mais cara e o belo sapato, se a sua falta de higiene incomoda o olfato das pessoas? Mãos limpas, dentes limpos, hálito agradável, roupas limpas, banho tomado… Não requer muito. Basta que tome um banho e use água abundante e gel de duche. Seque-se com uma toalha limpa.

Escoves seus dentes no mínimo 2 vezes ao dia, no caso do homem mantenha os cabelos bem cortados e a barba feita, no caso das mulheres, o mesmo, cuide dos cabelos, lave-os com frequência, tome banho diariamente, use desodorizante, mantenha as unhas bem cuidadas e limpas.

??? Você acha absurdo ter que orientar uma pessoa a fazer isso???????? Você ainda não viu nada. Há pessoas que tem a coragem de usar um mesmo par de meias durante uma semana.

As dicas não param por aí, já que nas 143 páginas do livro que traz lindas ilustrações divertidas, ainda há orientações sobre como ser um bom amigo, como conviver em família, regras básicas de comportamento num hotel, durante as férias ou em meios de transportes, a arte da conversação, viver em comunidade, como agir ao receber e oferecer um presente à alguém, como agir num momento de luto (ou num funeral), como agir no momento em que adoece um amigo ou familiar, como agir no início de uma relação afetiva, e muitas outras dicas que vão ser extremamente útil para você e para a sua família e para os seus filhos também, afinal é em casa que se ensina boas maneiras, como dizia minha avó: Educação bem de berço.

Para adquirir o livro entre no link: – O Manual da Boa Educação

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de