Depois do grande sucesso do artigo “Gravidez: a importância de sermos pais“, escrito especialmente para o Bigmãe, por Yolanda Castillo do Centro de Medicina Holística; hoje trazemos mais um artigo escrito pela Yolanda Castillo, que tenho certeza será muito esclarecedor sobre a chegada do bebé e o comportamento dos pais.

Leia o artigo sobre “Nascimento: o início de uma nova vida” abaixo:

Nove meses gerando uma nova vida no nosso interior, um filho. Um processo que o pai e a mãe desse pequeno bebé deveriam viver com esperança e sonho. Preparam um novo espaço para o bebé, compram roupas, brinquedos e todos os acessórios que são necessários para os cuidados e bem-estar do pequeno ser que vai nascer.

inicio-de-uma-nova-vida

Porém, será que vós pais sabeis o essencial sobre o vosso futuro filho???!!!… Sereis conhecedores de que é o bebé que escolhe os pais e o porquê de ser assim???

Parece incrível mas é verdade. Desde o Universo, e antes de descerem a este plano, os bebés escolhem com que pais querem nascer.

Isto acontece porque os pais e o filho têm algo a aprender juntos, durante o caminho da vida, assim como têm que ensinar-se mutuamente, para que todos cresçam juntos. Regra geral esse compromisso mútuo foi estabelecido em momentos passados.

Sete anos antes de o bebé ser concebido a sua alma já acompanha a mãe extra-fisicamente, percebe-se, no campo energético da futura mamã, essa energia especial que as grávidas têm, para além da sua pequena estrela.

A essência do bebé está presente com tanta antecedência porque precisa de ser preparada energeticamente para o processo de gravidez que vai viver bem como de ser acondicionada para a sua entrada nela. Para além disso o bebé encarrega-se de ensinar aos seus pais como deveria ser feita a sua integração na vida do casal.

É fascinante o trabalho que o bebé realiza, antes da sua chegada a este plano, para que a gravidez da sua mãe seja perfeita e para que a sua incorporação na família seja fabulosa. No entanto, muitas vezes, os pais deitam por terra esse trabalho desempenhado pelo pequeno ao não dar importância à preparação emocional, psicológica, energética e espiritual inerente a todo este processo. Nem têm a consciência de quão importante é eliminar os lastros kármicos que o bebé traz, bem como os que vão sendo criados durante a gravidez.

Se a mulher toma consciência de que o seu filho a acompanha há vários anos e ao mesmo tempo é consciente de que durante toda a gravidez o bebé lhe dá sinais, este processo será muito mais prazeroso para a mãe visto que certos “problemas”, como as náuseas matinais ou a rejeição de alguns alimentos, deixam de existir.

Sabeis quão importante é trazer um bebé ao mundo?

Ser pai é uma grande responsabilidade visto que se não mantiverdes atitudes físicas, mentais e emocionais sãs e saudáveis o bebé nasce com uma herança emocional que não lhe pertence e que, para além disso, o prejudica grandemente durante o resto da sua vida, a nível físico, emocional, psicológico, mental e espiritual.

Se vós, adultos, em inúmeras situações vos sentis inseguros, imaginai como se sentirá um pequeno bebé com horas ou dias de nascido, e a quem durante 9 meses lhe transmitiram, a nível energético e através do cordão umbilical, uma série de sentimentos e emoções negativas, baseadas em altos e baixos de alegria, ansiedade e insegurança???!!!!

A resposta é exatamente essa em que estais a pensar. O bebé sente-se aterrado porque não sabe realmente com o que pode contar pois os seus pais estão continuamente numa balança que não conseguem equilibrar.

A Terapia Metamórfica, aplicada durante o processo de gravidez, ajuda a que por parte dos pais exista uma tomada de consciência acerca das influências que exercem sobre o bebé. Através desta terapia trabalhamos essa herança emocional antes que o pequeno veja a luz deste plano.

Para além disso os pais, mas sobretudo a mãe, deveriam praticar diferentes técnicas de respiração e meditação para se manterem equilibrados energeticamente e libertarem a mente de tensões. Para a mãe estas técnicas são ainda mais importantes pois ajudam-na a compreender melhor o seu corpo, os sinais que o filho lhe dá e o processo de gravidez completo.

Como vedes ser pais é algo maravilhoso mas que requer também muita responsabilidade, consciência, maturidade e positivismo da vossa parte. A preocupação em ser bons pais deve ser deixada de lado.

Um dos momentos que gera muita ansiedade ao casal é quando iniciam os preparativos para o pequeno, preparam-se para todas as adaptações que terão que fazer no seu dia-a-dia: horários, cuidados do bebé, horas de sono, visitas médicas… para os pais tudo é uma grande aventura.

Alguma vez pensaste na forma como essas adaptações afetam o bebé durante a gravidez? E como as vive ele?

Como já expliquei anteriormente, o bebé é extremamente sensível a absolutamente tudo o que os seus pais sentem e a tudo o que se desenrola ao seu redor. Durante os preparativos para a sua chegada sente-se uma grande ansiedade por parte dos progenitores… Ansiedade: que as coisas estejam bem preparadas, que não falte nada, que o parto seja como desejam e no dia em que eles gostariam que fosse, que o bebé nasça saudável, que nesse momento estejam ao seu lado as pessoas que desejam e um sem fim de coisas…

Se analisarmos esta situação verificamos que temos um cocktail de sentimentos negativos como: medo, ansiedade, angustia, estresse, preocupação… Todos eles são extremamente prejudiciais para o bebé e todos eles são absorvidos pelo bebé, que não tem forma de lhes escapar. E o que geram eles no bebé?

Insegurança e medo de nascer, se os seus pais estão tão aterrados e não vivem esse momento com naturalidade o bebé também se questiona que talvez seja algo mau, já que gera a toda a gente sentimentos desagradáveis.

É sumamente importante o vosso tratamento terapêutico como pais, através da Terapia Metamórfica e outros métodos alternativos, para que nada disto afete o bebé e para que ele consiga viver num estado mais tranquilo e seguro.

É importante preparar-se para o momento do parto e nascimento do bebé contudo, como e porquê o devereis fazer?

Devereis ter em conta todos os cuidados mencionados anteriormente e, para além disso, é essencial manter a calma, relaxar e pensar que algo novo e maravilhoso se avizinha, controlar a respiração e sentir-vos felizes.

Quando sentires que esse momento está próximo falai com o vosso bebé. Tranquilizai-o e fazei-o sentir que o estais esperando com todo o vosso amor e expectativa dado que, assim como ele sente tudo o que os pais sentem durante a gravidez, o mesmo sucede no momento do parto.

Através do cordão umbilical e do campo energético o bebé está em sintonia com a mãe, para ajudar no momento do parto, e aquelas emoções mais, ou menos, positivas que durante esse momento a mãe sente, assim como o pai, são também sentidas pelo bebé.

A gravidez e o parto fazem parte de um processo natural que milhares de milhões de mulheres experimentaram ao longo da história. Assim se durante a gravidez a mulher seguir cuidados e tratamentos holísticos o parto produz-se de forma natural, sem excessos de tempo na sala de partos, nem mais dores que o normal.

Pois todo o nascimento, seja por cesariana ou parto normal, traz implícito sofrimento para a mãe e para o bebé. O corpo da mãe tem que sofrer o processo necessário para que o bebé nasça de forma natural, ou tem que ser submetido a uma cirurgia para que o bebé seja extraído. Todo este processo causa dor e sofrimento à mãe, e não é apenas isso, quando uma mulher passa por uma cesariana são cortados pontos energéticos muito importantes e em consequência ela fica com a zona genital muito debilitada.

Por outro lado temos o bebé que durante nove meses se habituou a crescer resguardado dentro do ventre materno, alimentado pelo cordão umbilical, com um estreito vínculo com os seus pais… porém, de repente, a mãe rompe as águas e gera-se uma intranquilidade no bebé, pois ele não sabe o que está a acontecer. E chega o momento de sair, o nascimento por intermédio de uma cesariana é muito agressivo para o bebé pois esse estreito vínculo criado durante nove meses com a mãe é cortado… Já que a mãe não o consegue trazer ao mundo de forma natural, quer seja devido aos seus medos, ansiedades do momento, inseguranças, etc…

Se é por parto natural o corpo do bebé tem que se submeter a uma dor física muito grande, pois tem que se apertar e contrair para conseguir passar por um canal muito estreito onde, no final, ele se encontra com a equipa médica que também lhe provoca sofrimentos.

Logo que nasce, e sentindo o corpo tão dorido e sensível por ter sido sujeito a semelhante contração, é limpo e manipulado bruscamente, sem que os causadores (a equipa médica) tenham conhecimento das dores que lhe estão a provocar. E se o bebé não chora dão-lhe uma palmada no rabo para que o faça. Que impressão pode ter o bebé deste plano se logo que abre os olhos lhe causam sofrimento e o fazem chorar?

Por tudo isto é muito importante que, não somente durante a gravidez, mas também nos dias seguintes ao nascimento, se comece a trabalhar sobre o bebé com a Terapia Metamórfica para quebrar os padrões, pensamentos, emoções e sentimentos negativos gerados durante o parto.

Todos esperam o momento do nascimento do pequeno com a expectativa de que seja formidável, que tudo corra bem e que o bebé nasça são e sem dificuldades.

Porém não podemos esquecer-nos que para que as coisas realmente aconteçam dessa forma e o bebé nasça gozando de uma excelente saúde, para que não existam dificuldades durante a gravidez, parto e todo o resto, os pais têm que contribuir com a sua parte, só assim as coisas poderão fluir. Com isto quero dizer “trabalhar-se”, realizando tratamentos de Terapia Metamórfica e cuidados holísticos ao longo te todo esse processo maravilhoso.

E de seguida chega o momento mais esperado pelos pais, o nascimento do filho e as boas vindas ao novo lar.

A chegada de um bebé é um momento muito especial em que se concretizam muitos dos sonhos e ilusões dos progenitores. O filho chegou ao mundo e tudo o que prepararam para ele começa a fazer mais sentido. O bebé pode desfrutar do seu próprio quarto, um espaço que contem a sua energia, uma energia pura e inocente.

Deste modo o seu repouso é muito mais reparador pois enquanto dorme não somatiza os sentimentos, emoções e/ou sintomas físicos dos pais.

Depois de um tratamento holístico, mediante a aplicação da Terapia Metamórfica ou de outras técnicas, durante todo o processo da gravidez, os resultados são muito visíveis, os pais encaram o nascimento e o início deste novo ciclo de um modo mais natural, sentem-se tranquilos e seguros.

Tudo isto se repercute no bebé que alcança, desta forma, um maior nível de bem-estar e de equilíbrio físico, emocional, psicológico, mental e espiritual.

A gravidez é um processo natural e maravilhoso que, quando existem os cuidados adequados por parte de ambos os pais, com eles próprios e com o filho, é uma experiência sentida e vivida com plenitude.

Yolanda Castillo Centro de Medicina Holística

http://centro-medicina-holistica.comunidades.net/

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO