InícioSaúdeMEDICINA COMPLEMENTAR - Uma alternativa a considerar

MEDICINA COMPLEMENTAR – Uma alternativa a considerar

Publicado em

Existem cada vez mais pessoas que manifestam alguma relutância ou mesmo dificuldade em tomar e sobretudo seguir regularmente, as terapêuticas crónicas usadas na medicina convencional. São, em contrapartida, cada vez em maior numero as pessoas que utilizam a medicina complementar e alternativa ( MCA).

Nos EUA, por exemplo, quase 40% dos americanos já hoje usam a MCA para tratarem problemas específicos de saúde ou de bem estar (1)

Estas práticas de cuidados de saúde são, também,  cada vez mais frequentemente usadas por médicos em determinados situações, o que abona bem da sua credibilidade e aceitação entre os profissionais de saúde.

Nos Estados Unidos da América existem cerca de 50 centros que englobam habitualmente programas de cuidados de saúde integrados, isto é que combinam a medicina convencional com a medicina complementar. (2).

Os resultados destas práticas sugerem que existem benefícios para a saúde e que suportam que cada vez mais médicos conheçam e informem os seus doentes dos possíveis benefícios.

medicina-complementar-artrose

Dois exemplos:

OLEO DE PEIXE NA HIPERTRIGLICERIDEMIA

Níveis elevados de triglicéridos são factor de risco de Doença Cardiovascular ( DC). Numa revisão de várias dezenas de estudos controlados que incluíram mais de 16.500 doentes, verificou-se que os suplementos de ácidos gordos ( Omega 3 ) reduziram significativamente  os níveis de triglicéridos, comparativamente com o placebo (3).

A American Heart Association recomenda por isso a ingestão de ácidos gordos para baixar os triglicéridos, nomeadamente EPA+DHA.. Na maioria dos estudos verificou-se ainda  ue estes suplementos de óleo de peixe estão associados a baixos efeitos colaterais, uma vez que são, comummente,  bem tolerados.

Na procura de soluções para a manutenção de valores saudáveis de colesterol e triglicéridos, os suplementos alimentares surgem assim como importantes aliados na promoção do bem-estar e na protecção da sua saúde

Uma alimentação excessivamente rica em calorias, açúcares ou álcool eleva os triglicéridos, aumentando o risco cardiovascular.

GLUCOSAMINA NAS ARTROSES

A Glucosamina que normalmente se usa como suplemento é habitualmente retirada da casca do marisco, o que pode levar as pessoas a ter alguma reserva no que diz respeito a alergias ao marisco. É por isso bom recordar que as alergias ao marisco provêm da carne do marisco e não da casca.

A Glucosamina é largamente utilizada nos EUA como suplemento alimentar, sobretudo na forma de sulfato. Nas outras formas de glucosamina, parece não haver evidência de efectividade, comparativamente com a forma de sulfato.

Numa revisão de 25 estudos feita por Cochrane, envolvendo cerca de 5.000 doentes concluiu-se que o sulfato de glucosamina, em forma oral, reduziu a dor na osteoartrose e melhorou o funcionamento da articulação. (4)

O tratamento recomendado com glucosamina, com dose diárias não inferiores a 1.200 mg deve-se prolongar pelo menos durante 3 meses para se obterem os feitos desejados no processo de regeneração da cartilagem e nos níveis de liquido sinovial.

O envelhecimento leva a diminuição do metabolismo em geral, e da capacidade de regeneração de todos os tecidos, incluindo das cartilagens articulares, mercê  da  mudança na composição e na hidratação da cartilagem, que fica mais frágil.

Esta patologia que geralmente está associada à idade do doente, pode ocorrer contudo em qualquer idade, pois as articulações sofrem diariamente o impacto e o atrito decorrentes de nossas actividades físicas

Em Portugal cerca de 30-40% sofrem de dor músculo-esquelética e problemas articulares. (5)

Referencias
1)    Barnes PM, Bloom B, Nahin RL. Complementary and a alternative medicina use among adults and children. United States 2007. Natl.Health Stat Report.2008;10:1-23.

2)    American Holistic Medicine Association. Integrativa medice centers – holisticmedicine.org

3)    MillerM, Stone NJ, Ballantyne C, et al.: American Heart Association Clinical Lipidology, Trombosis, and Prevention Committee of Council on Nutrion. Circulation 2011;123:2292-2333

4)    Towheed TE, Maxwell L, AnastassiadesTP, et al. Glucosamine therapy for treating osteoarthritis. Cochrane Database Syst Rev. 2005

5) DiaMundialContraDor16Outubrode2009TextodaCEEMC – ordemenfermeiros.pt

MAIS POPULARES

Primeira Comunhão – o que é, como e quando acontece

A Primeira Comunhão ou Primeira Eucaristia é o ato religioso da Igreja Católica no...

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Jogo da Velha: Saiba as regras e aprenda a jogar

O jogo da velha é um jogo de regras extremamente simples, e que diverte adultos e crianças em qualquer lugar e a qualquer hora do dia. Excelente passatempo!

15 brincadeiras folclóricas que toda criança precisa conhecer

Brincadeiras folclóricas são brincadeiras antigas e são passadas de geração para geração mantendo suas regras básicas de origem.

Últimos Artigos

Filhos e Vida Profissional – Mães que Trabalham Fora

Você tem uma carreira promissora, mas com a chegada dos filhos não sabe como conciliar a sua carreira e a família, os filhos com a sua vida profissional.

Quando devo tirar a mamadeira do meu bebê?

Chega uma hora que é inevitável tirar a mamadeira do seu pequeno bebê. Esta é, no entanto uma tarefa complicada, saiba quando e como deve tirar a mamadeira.

As crianças devem praticar exercícios físicos ou esportes?

Saiba o que é melhor para a criança: Exercícios físicos ou esportes? Você vai perceber que ele vai ficar mais bem disposto além de ter um sono melhor.

As 30 melhores brincadeiras antigas para crianças

As brincadeiras antigas para crianças mais famosas eram: amarelinha, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, pipa, ensine à sua criança para brincar.

Mais artigos relacionados