Lei do prematuro

Um bebê prematuro não pode ser considerado da mesma forma que um bebê nascido a termo, ou seja, um bebê nascido no tempo certo.

Os bebês que nascem pré-termos (antes do tempo previsto) possuem maior risco de contrair doenças infecciosas,  adoecer e morrer.

Por isso em todo o país mulheres tem se movimentado em prol da Lei do Prematuro que consiste em aumentar o prazo da licença maternidade para mães que tem bebês prematuramente.

Fazendo as contas de quanto tempo a mãe ficará com o bebê após a alta hospitalar, sobra muito pouco tempo para que ela permaneça em casa para os cuidados iniciais, neste período tão crítico que é a adaptação do bebê e da mãe aos primeiros dias no lar.

Isso é mais do que justo, afinal um bebê prematuro requer cuidados especiais e atenção em tempo integral da mãe.

A lei do prematuro essencialmente  relativamente ao tempo de licença maternidade diz:

Segundo artigo: “A licença maternidade de mães de recém nascidos pré-têrmo será acrescida do número de semanas equivalente à diferença entre o nascimento a termo (37 semanas) e a idade gestacional do recém nascido, devidamente comprovada na forma do artigo anterior.”

*** Se o seu bebê é prematuro, deixo a sugestão de um site bastante abrangente neste tema e que poderá lhe proporcionar muitas informações sobre muitas questões!

Visite: – Prematuridade

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

1
Deixe um comentário

1 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
1 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Cristiane da Silva

Apoio esta lei, que seja sancionada!!!!!