A lavanda é uma planta muito utilizada na produção de cosmético e perfumes. Isso acontece principalmente devido ao seu aroma característico e suave. Também é explorada na aromaterapia e fornece estímulos relaxantes. Para quem não sabe esta planta é muito simples de ter em casa e extremamente adaptável.

Utilizada há milhares de anos pelos europeus, a flor de lavanda é rica em propriedades calmantes e terapêuticas. É cultivada em diversos países como Estados Unidos, Grécia, Índia e Dinamarca. No século XVI o fitoterapeuta inglês William Turner orientava seus pacientes com transtornos psiquícos a lavarem a cabeça com lavanda.

O óleo essencial obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis, era utilizado pelos Romanos para lavar roupa, tomar banho, fabricar perfumes, aromatizar ambientes e cuidar da saúde já que era indicado para insônia, e conhecido como um excelente relaxante muscular.

A Lavanda foi levada para a Espanha em meados do século VII, e habitualmente só era cultivada em mosteiros;  após os mosteiros terem sidos dissolvidos em diversos países da Europa, a planta passou a ser cultivada em qualquer sítio, sendo assim amplamente difundida entre a população comum, deixando de ser “artigo” para ricos e nobres.

Hoje a Lavanda ou Alfazema tem seu óleo utilizado para aliviar queimaduras, apressar a cicatrização de feridas, usada como compressa na testa para aliviar enxaqueca, e seu chá é ótimo para insônia e para acalmar os nervos.

Amplamente utilizada em cosméticos e produtos aromáticos, a Lavanda é ainda benéfica para aliviar as tensões, diminuir o cansaço, a irritabilidade, mas os benefícios não param por aí, a Lavanda estimula a circulação, alivia cãibras e espasmos musculares. Seu óleo aromático tem características anti-inflamatórias, analgésicas, e calmante. Mas lembre-se, convém consultar  um especialista em aromaterapia para que a Lavanda seja utilizada de forma segura e de acordo com suas necessidades.

lavanda-francaCampos de Lavanda na França – Foto de Olinda Hagemeier ©

Agora, com a chegada da primavera no hemisfério sul, muitas flores desabrocham e a Lavanda está na vez, inclusive algumas regiões de clima mais frio no Brasil, tem apostado firme no cultivo da espécie. A lavanda é plantada tanto em vasos como também diretamente no solo. Suas sementes são semeadas no outono. Podem ser plantadas suas sementes, como também seus galhos.

É importante na hora de plantar a lavanda verificar um bom sistema de drenagem de água. O ideal é antes de colocar a terra, espalhar algumas pedras no fundo e furar o interior do vaso para evitar que fique encharcado de água. A lavanda é uma planta que se adapta ao sol. Não precisa ser regada constantemente, porém também não deve ser deixada seca demais.

Antes de regar certifique-se da pouca umidade da terra. Ao plantar diretamente no solo saiba que a lavanda se adapta melhor em terras mais secas e arenosas. Esta planta pode trazer charme e um delicioso aroma para o seu lar. Aproveita as qualidades desta espécie para enfeitar a sua casa e jardim.

O certo é que a Lavanda é suave e é um aroma que agrada muita  gente por ser discreto e poder ser usado em várias ocasiões. Ter flores de Lavanda em casa contribui para a higienização “astral” do ambiente, purificação do ar, repelir insetos e conferir um aroma delicado à casa. Invista nisso, os benefícios são múltiplos!

Fonte: Saredrogarias

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de