O que mais vejo nos dias de hoje seja no Brasil, seja em Portugal, são mães aos gritos. Gritam por tudo e por nada, vivem a beira de um ataque de nervos; mas como eu sempre digo gritar não educa, ao contrário cada vez que se grita e não se toma uma atitude coerente, o filho gradativamente vai perdendo o respeito pela mãe (ou pelo pai). Os conflitos familiares acabam por virar uma bola de neve, e o cotidiano passa a ser choros, birras, gritos, choros e mais birras e mais gritos. Quem aguenta isso?

Foi lançado recentemente em Portugal um livro excelente, trata-se do “Educar sem Gritar” (Ed. Esfera do Livro), escrito pelo especialista em Psicologia Educativa, Guillermo Ballenato; que mostra aos pais muitas maneiras de gerir os conflitos que surgem no dia a dia, e fornece ferramentas e estratégias fundamentais para educar e melhorar o diálogo com os nossos filhos, atuar perante as mentiras,  transmitir valores e reforçar a sua conduta.

Educar sem gritar

O livro “Educar sem Gritar” é indicado para pais, avós, educadores e professores, que tenham interesse em construir uma educação mais positiva com as crianças e os adolescentes. Nele é possível aprender como aplicar a autoridade com competência e equilíbrio e basear-se em conceitos de diálogo, escuta, compreensão, coerência, senso comum, respeito e valores humanos.

Tudo isso sem esquecer que o exemplo começa dentro de casa! Seu filho imita tudo que você faz, e apesar de muitos pais e mães não se darem conta, as crianças tem uma percepção fabulosa de tudo que acontece a sua volta! 😉

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de