Já dizia nossa avó que  “ Dormir cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer “ ( Adágio popular). Cerca de 1/3 da nossa vida passamo-la a dormir.

O sono saudável, repousante e equilibrado é fundamental para nosso bem-estar mental, físico e emocional. As perturbações de sono podem ter consequências graves para a saúde, tais como elevados níveis de stress e ansiedade, dificuldade de concentração, enxaquecas, problemas ao nível do apetite, alterações do humor, fadiga e cansaço generalizado. Na verdade, nada é tão revitalizante e fortalecedor para o nosso espirito e o nosso corpo como uma boa noite de sono.

O sono, ou a falta dele, é um dos problemas que mais aflige a sociedade actual.

O ritmo alucinante do quotidiano, aliado a uma péssima alimentação, leva-nos por vezes a situações de grande tensão, que se reflecte nau ausência de um sono tranquilo e repousante, para enfrentarmos o dia seguinte.

Para pessoas com filhos ainda pequenos, o inferno começa ao final do dia. Resistência na altura de ir para a cama, despertares sucessivos e horas a fio sem pregar olho deixam pais e filhos à beira de um ataque de nervos.

“Uma fraca qualidade de sono está ligada a problemas cardíacos desde tensão arterial elevada a enfartes,” defende Shalini Paruthi, * especialista de  do Sono e porta-voz da Academia Americana de Medicina. •    Assistant Professor Division of Pulmonary Medicine –Saint Louis University – USA.

Perturbações no período de sono poderão levar a um aumento das hormonas do stress, como o cortisol.  Esse aumento obriga o coração a responder, trabalhando a um ritmo maior, não se conseguindo o descanso necessário

As consequências da privação de sono ou mesmo das poucas horas de descanso reduz a capacidade de concentração. Conduzir um carro quando não se dormiu bem ou o suficiente pode ser tão perigoso como conduzir bêbado,” afirma Paruthi.

Dormir apenas seis a sete horas por noite, num adulto activo, pode provocar o dobro das probabilidades de sofrer um acidente, comparativamente com quem dorme pelo menos oito horas por noite. Se descer para menos de cinco horas o tempo de sono, as probabilidades de um acidente quadruplicam.

Dormir bem aumenta a concentração e a função cognitiva.

A privação do tempo de sono, leva  ainda a que não se consiga pensar com clareza e a uma sensação de confusão.  Paruthi explica que : “há maior probabilidade de cometer erros no trabalho e uma menor capacidade para se aperceber deles e dos corrigir.”

Outro aspecto, não menos importante é que o sono estável e de qualidade mantém os níveis de testosterona altos, o que melhora a performance sexual, particularmente do homem.

Estudos demonstraram que homens que dormem menos de seis horas por noite têm níveis de testosterona mais baixos, o que leva a uma diminuição do desejo sexual.

Os nutricionistas recomendam que se ingiram, na alimentação saudável ou em suplementos alimentares algumas plantas, que têm comprovadamente efeitos de ajuda no relaxamento do corpo:

É o caso da valeriana, a camomila e a tília contribuem para noites bastante tranquilas.

Outras práticas, que, sem estarem relacionadas com a alimentação, poderão interferir no processo de relaxamento do corpo:  Nunca se deve fazer exercício físico nas três horas que antecedem o sono.

Quando se pratica actividades física à noite ou perto da hora de dormir, o metabolismo altera-se, ficando mais acelerado, e produz substâncias que estimulam e despertam a pessoa, impedindo um sono repousante.

Por outro lado, existem rotinas no dia a dia que também são impeditivas do descanso repousante:   É o caso da música, dos tablets, dos computadores, dos telemóveis e da televisão no quarto ou antes de ir dormir.

Nos adultos activos, nomeadamente pessoas entre os 30 e os 60 anos, os especialistas recomendam 7 a 9 horas de sono.

Se esta rotina não for cumprida, poderá surgir um leque variado de problemas de saúde, entre os quais ataques cardíacos, obesidade, diabetes, ansiedade, e depressão.

Nas pessoas mais idosas, sobretudo a partir dos 65 anos, apesar de ainda não se saber a razão, a maioria dessas pessoas tem uma maior dificuldade de dormir à noite.

É necessário e recomendável dormir entre 7 a 8 horas por noite para excluir a possibilidade de desenvolvimento de doenças do sistema nervoso central, tal como por exemplo a demência.

** Caso tenham interesse em adquirir o SERENUM Tecnilor, podem obter um desconto de 15 % de desconto em encomendas de valor superior a 30,00 euros.  Para isso os leitores devem inserir o código BIGMAE8 quando efetuarem  a compra na loja online.

dormir-bem-serenum

SERENUM tecnilor®  é produto desenvolvido para ajudar a manter o bem-estar geral e contribuir para um sono de qualidade, permitindo um sono reparador, devido ao efeito combinado dos seus constituintes.

MELATONINA : Substância natural produzida durante a noite, por uma glândula,  para regular o ciclo do sono.

LÚPULO :  Para ajudar no tratamento de agitação, ansiedade e perturbações do sono.

VALERIANA : Amplamente utilizada para a insónia; melhora muitos aspectos do sono e não cria dependência. Proporciona pois, um sono natural, com qualidade, sem habituação.

CAMOMILA : Com propriedades sedativas suaves, ajudam a aliviar alguns dos sintomas produzidos pela depressão ou o stress.

PASSIFLORA : Açção relaxante e antidepressiva, antiespasmódica, e sedativas.

MAGNÉSIO :Importante no sistema nervoso, batimentos cardíacos, sistema imunitário e saúde óssea.  Num estudo feito em idosos, a suplementação com magnésio levou a uma grande melhoria da sua qualidade de sono.

CÁLCIO : Participa em processos como a vasoconstrição e vasodilatação, transmissão de impulsos nervosos, contracção muscular e secreção de hormonas.

* Publieditorial

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ