A diabetes antigamente era uma doença que afetava em sua maioria os adultos e idosos. Mas nos últimos anos aumentou e muito a incidência da diabetes nas crianças. Na verdade, atualmente duas em cada mil crianças de até 16 anos sofrem com a diabetes do tipo I, a que faz com que elas fiquem dependentes das injeções de insulina.

Quem tem diabetes, tem deficiência de insulina, uma substancia que é   produzida pelo pâncreas. E com a deficiência da insulina, a pessoa fica incapaz de fazer o uso apropriado dos alimentos que contenham carboidratos ou açúcares.  Normalmente, quem tem a deficiência em insulina precisa utilizar os rins para eliminar o que a insulina transformaria. Isso faz com que a pessoa faça xixi mais do que o normal. Este é o primeiro ou um dos principais sintomas da pessoa que tem diabetes; excesso de urina e conseqüentemente sede em demasia.

Além disso, a pessoa perde peso muito rapidamente, tem redução da atenção, apresenta cansaço e fraqueza, além de ter problemas de cicatrização, dores de cabeça, infecções freqüentes e elevada taxa de glicemia.

Depois de diagnosticada a diabetes, a pessoa precisa fazer uma dieta alimentar com poucos alimentos glicêmicos (carboidratos e açúcares) além de controlar a glicemia por meio de exames e se necessário a aplicação de injeções de insulina conforme o necessário.

O aparecimento da diabetes nas crianças é fruto da má alimentação e do sedentarismo. As crianças estão se alimentando mal e por conseqüência da falta de atividades físicas, elas estão se tornando obesas e consequentemente acabam desenvolvendo a diabetes precocemente.

Outro fator que ajuda a desenvolver o diabetes infantil é o consumo compulsivo de produtos industrializados e açucarados. Juntando-se todos esses fatores, mais a pré-disposição ou herança genética,  poderá fazer  com que as crianças desenvolvam mais cedo a doença.

E é muito comum as crianças mostrarem resistência ao tratamento, já que a dieta é rígida, o consumo de doces e açucares nulo,  e o controle da taxa glicemica deve ser feito todos os dias. Então os pais precisam estar sempre atentos e mostrar para as crianças que é importante fazer o controle da dieta e além disso fazer atividades físicas regularmente para que a diabetes fique regularizado e a criança tenha uma vida normal e não sofram com os efeitos negativos da diabetes.

Se houver consultas médicas periódicas, uma orientação nutricional fornecida pela nutricionista e um seguimento correto da dieta estabelecida, a criança poderá levar uma vida normal e sem grandes problemas. Mas é necessário controle, jamais esqueça disto.

Principais Sintomas:

Urinar muito;
Muita sede;
Emagrecer rapidamente;
Grande fadiga, associada a dores musculares intensas;
Muita fome;
Dores de cabeça, náuseas e vómitos.

Saiba mais sobre Diabetes em:

– Dicas Sobre Diabetes

– Portal da Saúde

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de