Antigamente quando uma pessoa tinha alguma deficiência auditiva passava a ser excluida da sociedade e do mercado de trabalho, mas felizmente com o passar do tempo e as novas técnicas adquiridas para ensinar, essas pessoas agora podem viver em sociedade e realizar várias tarefas sem nenhuma dificuldade.

A pessoa só é considerada deficiente auditiva se a perda da audição for constatada nos dois ouvidos. A audição desempenha um papel de fundamental importância na vida do ser humano, já que facilita a comunicação e a fala. No Brasil, o deficiente auditivo faz uso da linguagem de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para poder se comunicar.

O último censo brasileiro mostrou que mais de 14% da população brasileira apresenta algum tipo de deficiência ou incapacidade. Desse total quase 6 milhões apresentavam deficiência auditiva. No mundo todo, a OMS estima que 42 milhões de pessoas acima dos 3 anos de idade tenham deficiência auditiva.

A detecção do problema é feito via avaliação médica e auditiva. Em geral é a família que procura o médico já que é fácil perceber quando a criança tem problemas.

Crianças com problemas auditivos geralmente dormem em ambientes barulhentos ou não se incomodam nem assustam com sons mais altos. Mais tarde elas apresentam problemas de aprendizagem e fala. Por isso ao primeiro sinal de problemas ou dor no ouvido das crianças é recomendado procurar um médico ou otorrinolaringologista.

Esses profissionais irão examinar o ouvido e encaminhar para a fonoaudióloga para que sejam feitos testes que comprovem ou indiquem a perda da audição.

Cada país desenvolve a sua própria linguagem de sinais, já que o método engloba a gramática local e os costumes de cada país. Os brasileiros que possuem a deficiência auditiva fazem uso da linguagem brasileira dos sinais, a Libras. É usado o método de gestos-visuais para que o deficiente possa se comunicar e se expressar normalmente.

As Libras só são aprendidas na prática, por isso mesmo as crianças ou adultos com deficiência auditiva tem que buscar fundações ou instituições que ensinem esse método para que eles possam se comunicar sem dificuldade.

E não é somente o deficiente auditivo que é estimulado a aprender libras. Qualquer pessoa pode aprender para se comunicar com quem quer que seja. É recomendado que toda a família aprenda em caso de uma das pessoas do convívio diário ser portador da deficiência.

Veja no vídeo abaixo alguns exemplos do método Libra:

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

2
Deixe um comentário

2 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
2 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
Jackeliny Machado

Olá estou fazendoa faculdade de terapia ocupacional e gostaria de fazer meu T.C.C com a lingua em libras qual as dificuldades e como auxiliaria nas atividades de vida diária!
Gostaria muito de sua ajuda.
Jackeliny Machado

carol

gente esse trabalho aii msm que eu tenho
que fazer mais é muita coisa pra copiar

aii é chatoo copiar fazer o que
e da luci tenho que fazer
pq se ñ vou tirar 00000000000000000000