Crianças Saúde e Guloseimas

É comum ouvirmos muitas mães reclamando que os seus filhos não comem nada, e em razão disso oferecem qualquer guloseima, ou bolachinhas, para que ele não fique sem comer; e é neste ponto que se encontra o maior erro.

Driblar as manhas, os choros das crianças com qualquer tipo de alimento incentiva que ela só aceite comer doces, bolachas, iogurtinhos, bolos, refrigerantes, salgadinhos, etc.

E como eu sempre digo é imprescendível que a mãe leve o seu filho ao pediatra para que logo nos primeiros meses de vida aprenda a introduzir na alimentação do bebê alimentos como ovos, legumes, verduras, sucos, etc.

O pediatra ou o nutricionista são  os profissionais capacitados para orientar a mãe como, e quando introduzir os alimentos na rotina diária do bebê.

Um recente pesquisa da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) sobre a alimentação dos bebês mostra-nos que num estudo feito com 179 crianças entre 4 e 12 meses de famílias das classes A, B e C dos estados de São Paulo, Curitiba e Recife,  a maioria dos resultados aponta que, nessa faixa de idade, muitas crianças já têm uma alimentação inadequada e ingerem alimentos que jamais deveriam ser experimentados antes de completarem um ano de idade.

Crianças não devem comer salgadinhos, salcichas e embutidos, frituras, macarrão instantâneo, sucos artificiais, doces industrializados, etc.

Sugiro que vocês visitem o link abaixo e vejam quais as dúvidas (e respostas) mais frequentes que os pais tem relativamente a alimentação de seus filhos: – Crianças longe de Guloseima

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO