Criança fazer xixi na cama é natural, principalmente quando você está naquele árduo processo de retirar as fraldas; incidentes assim podem acontecer. Mas há crianças que há muito deixaram as fraldas e mesmo assim, de vez em quando ou com certa frequência continuam fazendo xixi na cama, ato que é também conhecido como Enurese Noturna. O que fazer nessas horas? Algumas dicas simples podem te ajudar.

Algumas mães atribuem o fato de que as crianças que fazem xixi na cama têm algum problema psicológico ou emocional. Mas na verdade, a maior parte das crianças que faz xixi na cama depois de certa idade tem problemas em controlar a bexiga.

Algumas pesquisas já revelam que três em cada 4 crianças de até 3 anos consegue se manter seca durante a noite. Uma em cada cinco crianças de até cinco anos ainda acordam molhadas e apenas uma entre 10 crianças de até 10 anos ainda fazem xixi de noite.

E lembre-se: as crianças não molham a cama de propósito. Na verdade ela fica envergonhada com a situação. Geralmente quem faz xixi na cama começa a ter medo de ir a acampamentos ou de dormir na casa de algum amigo; a vergonha fala sempre mais alto e impede o seu filho de ter bons momentos com os amigos.

Pode ser que o problema da cama molhada seja um indicativo de que o seu filho está na verdade doente. Se por um acaso ele nunca fez xixi na cama e de uma hora para outra começa a fazer, pode ser sinal de uma infecção urinária ou até mesmo de diabetes. Ou pode ser que o seu filho tenha uma bexiga pequena demais que não comporta a quantidade de urina produzida durante o sono.

O segredo é você ser compreensiva e nunca punir o seu filho pelo xixi na cama; não puna por uma cama molhada, nem o louve por uma cama seca. Lembre-se também de jamais ridiculariza-lo na frente de outras pessoas adultas ou de de outras crianças. Não faça chantagem com ele e tão pouco o ameace, ou o assuste pelo fato dele ter feito xixi na cama.

Espere até que ele consiga assumir o controle total da bexiga e procure um médico para saber se ele não está com nenhuma infecção ou outro problema.

Você ainda pode ajudar:

Limitando a quantidade de líquidos ingeridos a noite, fazer com que ele vá ao banheiro antes de dormir, e seguir a risca as orientações do médico. Troque-o quando molhar a cama para que não durma molhado e se sinta incomodado; você pode ainda acordar a criança a cada três horas e levá-la até o banheiro até que ela se acostume com a rotina e vá sozinha.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

1
Deixe um comentário

1 Comentários da discussão
0 Respostas aos comentários
0 Seguidores
 
Comentário mais ativo
Discussão mais ativa
1 Comentários dos autores
  Subscrever  
mais recente mais antigo mais votado
Notificação de

Olá, sou psicóloga e tenho um blog. Gostei muito do que falou sobre a enurese. Apesar de ser psicóloga, acredito que nem tudo é emocional, mas, não podemos descartar essa ideia depois de todas as investigações feitas. O mais importante, como falou, é não punir seu filho por isso. Ouvi-lo é sempre o melhor a ser feito durante qualquer tratamento que ele venha a se submeter. Se quiser, dê uma olhada em meu blog e o siga. Farei questão de seguir o que tem escrito. Abraços.