O leite é um dos alimentos mais saudáveis que temos a nossa disposição, especialistas em nutrição ressaltam a importância do leite na alimentação das crianças. Beber leite faz bem á saúde!!!! O leite mais produzido e distribuído para o consumo humano é o de vaca,  o leite é a base de numerosos laticínios, como a manteiga, o queijo, o iogurte, entre outros. Logo,  se vê que temos uma vasta opção de alimentos que são feitos a base do leite e que pode ser muito valiosos na alimentação do seu filho.

Copo de Leite - Foto de Stefan Kühn (Wikipédia)

Mas apesar de trazer muitos benefícios à saúde, o leite não deve ser o alimento principal de uma criança, ou seja, uma criança não pode se alimentar só de leite; a não ser claro as que ainda mamam no peito. As mães devem seguir rigorosamente a orientação do pediatra para que seu filho cresça sadio e forte.

É importante lembrar que jamais se deve dar aos bebê o leite de vaca, mas isso não é novidade e quase toda mamãe já deve saber disso, até porque o pediatra durante as consultas de rotina orienta a mãe sobre quais os alimentos a criança  poderá se alimentar.

Saiba mais em: – Beba Leite

O Leite humano:

Designa-se leite materno o leite produzido pelas mulheres e que é utilizado para alimentar os bebês. O leite materno é a primeira e principal fonte de nutrição dos recém-nascidos até que se tornem aptos a comer e digerir os alimentos sólidos.

Variedades de leite:

* De vaca, ou bovino é largamente utilizado na alimentação humana, e rico em vitamina A e cálcio.
* De búfala, muito apreciado e mais gorduroso que o leite bovino.
* De cabra, muito comum no Nordeste brasileiro, existem controvérsias quanto ao consumo, mas alguns institutos apontam ele como sendo o tipo de leite mais consumido no mundo.
* De camela, muito apreciado entre os beduínos, povo nômade do norte de África.
* De égua, consumida na Ásia Central, utilizada na fabricação da bebida Kumis

A apresentação do leite no mercado é variável, vejamos abaixo os mais comuns:

*  Integral: tem conteúdo em gordura de 3.2%
*  Leite desnatado: conteúdo gorduroso inferior a 0.3%
*  Semi-desnatado: com um conteúdo gorduroso entre 1.5 e 1.8%
*  Leite em pó o Liofilizado: leite do qual se extrai 95% de água mediante processos de atomização e evaporação. Apresenta-se num pó de cor creme. Para seu consumo, só é preciso adicionar água.
*  Leite condensado, concentrado ou evaporado: deste leite, a água foi parcialmente extraída e ele tem aspecto mais espesso que o leite fluido normal. Pode ter açúcar, adicionado ou não.
*  Leite enriquecido: são preparados lácteos aos quais se adiciona algum produto de valor nutritivo como vitaminas, cálcio, fósforo, omega-3 etc.

Categorias de leite animal comercializado no Brasil:

Leite tipo A

Leite in natura, é retirado pela ordenha mecânica e vai direto para um tanque, onde é aquecido até 70-75°C e depois resfriado. Esse processo denomina-se pasteurização. Em seguida, vai para a máquina embaladora. Todo o processo é feito na própria fazenda, com o mínimo de contato humano.
Devido à qualidade do processo, o leite Tipo A tem menos contaminantes, e portanto demora mais a estragar do que os leites B e C.

Leite tipo B

Assim como no leite tipo A, a ordenha deve ser mecânica. O local de armazenamento é mais sofisticado do que o tipo C, devendo ser sempre refrigerado (a aproximadamente 4°C). O processo industrial de pasteurização, bem como o envasamento, podem ser feitos em laticínio fora da fazenda.
A mecanização contribui para a excelência na extração do leite tipo B, possuindo assim, menos contaminantes do que o leite tipo C. Como há transporte até o laticínio, há maior exposição ao ambiente do que no caso do leite tipo A

Leite tipo C

A ordenha pode ser manual ou mecânica. O leite pode ser armazenado em tanques não refrigerados antes de seguir para o laticínio onde será pasteurizado e envasado.

A Melhor pasteurização:

Leite UHT ( alta temperatura) Seu processo não é de pasteurização e sim de esterilização onde ocorre a eliminação de todas as bactérias patogênicas, deteriorantes e inclusive os esporos.È o que se chama de processo industrial e tambem de Longa vida, pois este processo de esterilização aumenta a durabilidade deste leite. Oleite é aquecido à temperatura de 130 °C a 150 °C por 2 a 4 segundos. Não há neste processo nenhuma perda de nutrientesa e vitaminas.

* Após o processo de pasteurização os leites tem que ser resfriado(imediatamente) à temperatura de -4 °C.
* Após o processo de esterilização os leites tem que ser resfriado (imediatamente) à temperatura de -32 °C.

“estes processos de choque térmicos são importantes para eliminar eventuais bactérias que foram lecionadas mas não mortas”

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

mais recente mais antigo mais votado
Notificação de
luiz felipy

foi muito bom ter copiado isso para minha pesquisa valeu