A Religião pode ser definida como um conjunto de crenças ou um conjunto de rituais e códigos morais que derivam dessas crenças. Quase todo mundo tem uma religião seja ela Católica, Espírita, Evangélica, ou outra. As religiões são diferenciadas entre si e cada uma presta homenagem ao seu Deus e tem suas crenças e rituais especificos.

Independente de qual seja a sua religião, acho que este é um fator importante na educação de uma criança. Obviamente que aqui não estamos a incentivar o fanatismo a nenhum culto e muito menos o utilizar a religião como formar de amedontrar ou ameaçar a criança. Não, nada disso! Ao contrário!

O que eu quero dizer que é importante para a criança conhecer a religião que serve de sustentação espiritual à familia na qual ela nasceu! É importante que ela conheça a crença dos seus pais e aprenda com eles coisas positivas.

Sempre fui da opinião de que a religião tem que transmitir a qualquer ser humano seja ele criança ou adulto, somente coisas boas e positivas. Utilizar a religião como forma de ‘ameaça de castigo divino’ caso o seu filho ou filha não se porte bem, não é nada saudável psicologicamente para a formação da criança. Deus não pune ninguém!

Somos criados a Sua imagem e semelhança e temos livre arbitrio para agir, seguir ou não, este ou aquele caminho; e o que nos faz crescer como seres humanos são nosso atos diários, nossas atitudes para com os nossos semelhantes, nossa solidariedade com o próximo, etc.

São nos nossos atos diários que ‘colocamos’ a nossa religião e o nosso amor a Deus. De que vale ir a igreja se meus atos no cotidiano não condizem com os ensinamentos de Deus??? E como sabemos as atitudes dos pais são os exemplos para os filhos!

Por isso a necessidade de transmitir aos pequenos noções de moral e boa conduta, nada de radicalismos! Apenas o que é são, e natural na vida de qualquer ser humano desta ou daquela religião.

Temos de ter o discernimento do que é extremado ou não! Não podemos nos atirar cegamente sem nos questionar se o que estamos a fazer é correto para nós e para a nossa família.

A importancia de nossos atos e palavras no nosso dia-a-dia deve ser transmitidas às crianças como parte importante na formação do nosso caráter.

Pense nisso!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário

  Subscrever  
Notificação de