Antidepressivos - Os Perigos

Hoje vamos abordar aqui no Big Mãe um tema que muito tem sido comentado nos meios de comunicação, que são os antidepressivos e os perigos que eles oferecem a saúde das pessoas. Parece que atualmente antidepressivos têm sido receitados com frequência  como se fossem uma fórmula mágica para que as pessoas ficassem instantâneamente livre de suas aflições. Porém observo que pouco se fala nos efeitos colaterais e nos perigos que eles oferecem a saúde de mulheres, homens, adultos ou crianças.

Isso mesmo, crianças. Infelizmente alguns médicos têm receitado antidepressivos para crianças quando estas são diagnosticadas como crianças hiperactivas, ou até mesmo quando elas apresentam algum distúrbio de aprendizagem. Veja bem, não estamos generalizando pois existem muitos médicos conscientes dos perigos que os antidepressivos oferecem e se recusam a receita-los aos seus pacientes.

os-perigos-antidepressivos
Antidepressivos causam dependência física e psicológica!

Por vezes, algumas mães que passam por uma depressão pós-parto procuram médicos em busca de um antidepressivo poderoso e que lhes traga novamente a alegria de  viver, mas desconhecem os perigos que estão correndo ao toma-los.  O nosso objectivo em abordar este tema aqui no Big Mãe é alerta-los para os perigos que estes medicamentos oferecem.

Posso citar um exemplo que presenciei em minha família, onde uma pessoa começou a sentir-se deprimida e aconselhada por amigos e familiares decidiu consultar um psiquiatra. Esta pessoa da minha família iniciou um tratamento com um antidepressivo famoso, o qual não citarei o nome por razões óbvias; o tratamento era para um comprimido por dia. Passado alguns meses, um só comprimido não bastava, eram necessários 3 comprimidos diários para que esta pessoa se sentisse minimamente bem.

Os efeitos colaterais? Eis o grande problema. Haviam inúmeros efeitos colaterais, o mais aterrorizante era o facto desta pessoa passar a ter alucinações e ver dentro de casa bichos, insetos gigantescos que não existiam;  era tudo fruto do efeito colateral ocasionado pelo antidepressivo.

A abstinência também é sofrida, porque se a pessoa fica um dia sem tomar pode se tornar agressiva e violenta. Sintomas como medo, sensação de estar sendo perseguida, raiva, ira, dor de cabeça, falar sem parar, ou dormir demasiadamente também surgem em quem toma antidepressivos.

Mas um dos maiores perigos é o suícido. Sim, muitas pessoas não sabem que antidepressivos já levaram à dezenas de mortes através do suícidio. Numa pesquisa realizada recentemente foi verificado que muitas pessoas que cometeram suícidio, ou crimes hediondos eram usuários frequentes ou  estavam sob o efeito de algum remédio como calmante, relaxante, excitante, ou  antidepressivos.

Outro fato importante é que quem toma antidepressivos não pode parar de tomar o remédio sem autorização médica, a pessoa que já toma há algum tempo antidepressivos caso tenha intenção de parar de toma-lo deve consultar o médico para que a retirada do remédio seja feita gradativamente; já que se uma pessoa parar de tomar repentinamente pode ter um surto nervoso e as consequências podem ser ainda piores.

Sabendo de tudo isso porque ainda insistem em receitar antidepressivos?  Porque a indústria  farmacêutica investiu muito em pesquisas, e este seguimento de fármacos é um dos mais lucrativos do planeta.

Depois de ler este artigo eu espero sinceramente que se você faz uso de antidepressivos ou conhece alguém que os utilize, pense muito sobre isso e consulte seu médico para que ele lhe oriente como você poderá diminuir o uso gradativamente até se livrar desta dependência. Mas lembre-se antes de tomar qualquer decisão consulte seu médico para receber toda a orientação necessária, já que provavelmente seu organismo está acostumado com o remédio e pode apresentar sintomas sérios se você parar de tomar sem aconselhamento médico.

Para assistir mais vídeos elucidativos sugiro uma visita ao site: – CCHR

Dados estátisticos mundiais:

– 20 Milhões de Crianças no Mundo toma antidepressivos receitados pelo seu médio;

– A cada 8 horas nasce um bebê no mundo com defeitos ocasionados porque a mãe usava antidepressivos na gestação;

– Toda a semana uma criança entra em coma no mundo devido ao uso de drogas psiquiátricas;

– Todos os meses morrem no mundo 4 crianças em razão dos efeitos colaterais ocasionados pelas drogas psiquiátricas;

– No mundo toda a semana uma criança comete suícido por efeito atribuido ao uso de antidepressivos;

Fonte Estatística: Citizens Comission on Human Rights Internacional

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ