anel vaginal

O anel vaginal é flexível, transparente e possui aproximadamente 5 centímetros de diâmetro. Trata-se de um contraceptivo hormonal combinado – estrogênio e progestagêno – que deve ser inserido dentro do canal da vagina com o objetivo de liberar de forma regular e constante, os hormônios na corrente sanguínea.

Estes hormônios são semelhantes aos produzidos pelos ovários, assim como nas pílulas anticoncepcionais. Portanto, atuam inibindo a liberação dos óvulos, consequentemente, impedindo – ou dificultando – a fecundação por parte dos espermatozoides.

Como funciona o anel vaginal

O anel pode ser colocado pela própria mulher. Basta dobrar e inserir na parte superior da vagina. Neste local não há sensibilidade ao tato. Portanto, se não estiver incomodando, está posicionado corretamente. Neste tipo de método contraceptivo não é preciso se preocupar com a posição.

O anel vaginal deve ser introduzido no primeiro dia da menstruação. Este deve permanecer dentro da vagina por 21 dias consecutivos e então retirado.

No primeiro dia da menstruação – uma semana depois da retirada – é necessário colocar um novo anel vaginal.

Observação: o anel vaginal não possui efeitos imediatos. É a partir do segundo mês de uso que a sua eficácia ronda entre os 95% e 99%.

Vantagens do uso do anel vaginal

como funcional anel vaginal

1. Este contraceptivo não interfere nas relações sexuais – são muito poucas as mulheres que relataram qualquer tipo de desconforto, assim como seus respectivos parceiros.

2. Não é necessário retirá-lo para o exame ginecológico.

3. Além de ser fácil de usar, o anel vaginal é um método reversível.

4. Só é necessário “lembrar” ou se preocupar com o mesmo uma vez ao mês, diferente da pílula anticoncepcional que deve ser ingerida todos os dias, no mesmo horário.

5. Possui as mesmas vantagens da contracepção oral, porém, por ser absorvido pela corrente sanguínea e não por meio do sistema digestivo, são reduzidas as chances de vômitos e diarreia.

Desvantagens associadas ao anel vaginal

1. Pode acontecer do anel vaginal sair da vagina. Nestes casos basta passá-lo por água (fria ou morna) e coloca-lo novamente. Lembre-se que o dispositivo não pode ficar fora da vagina por mais de 3 horas. Caso contrário, perde o seu efeito.

2. A utilização deste método contraceptivo hormonal pode causar náuseas, tensão mamária, perda de sangue irregular. Em casos mais extremos, pode acontecer dores de cabeça e dificuldade respiratória.

Importante: sempre que surgirem sintomas persistentes, consulte o seu médico especialista.

3. Não impede a transmissão e/ou contração de doenças sexualmente transmissíveis.

Conheça os 6 métodos contraceptivos naturais como alternativa

Quanto custa e onde comprar

anel vaginal onde comprar

O anel vaginal pode ser comprado em farmácias convencionais, uma vez que não exige receita ou prescrição médica. Há a possibilidade ainda de adquirir online. O preço pode variar entre R$ 30,00 e R$ 80,00 aproximadamente. As marcas mais conhecidas e comercializadas são: Nuvaring e Circlet.

Antes de começar a utilizar esse tipo de contraceptivo, consulte o seu médico e peça para que ele a oriente.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO