Certamente o seu filho deve fazer parte do seleto grupo das pessoas que não gostam de matemática. Muitas pessoas não gostam da matéria, pois não existem duas respostas iguais, o raciocínio é muito lógico e qualquer erro no desenvolvimento compromete o resultado final. O cansativo processo de aprendizagem mais a falta de estímulos da escola e da família contribuem em muito para isso.

Mas calma que odiar a matemática não é uma unanimidade. Depende muito de como ela é passada para o seu filho, quais são os estímulos que o professor oferece e é claro, qual a importância que você dá para isso no cotidiano. Matemática é uma das mais importantes matérias para o dia a dia.

E seu filho pode sim se tornar um amante dos números e fórmulas; basta saber como estimulá-lo.

O professor pode ajudar o aluno ao criar histórias ou regrinhas que facilitem o aprendizado e o entendimento. Não basta o seu filho decorar um monte de fórmulas se depois ele não sabe como usar. É preciso que você estimule o seu filho a praticar bastante e estimulá-lo sempre que possível, demonstrando interesse por algo novo que ele aprendeu ou pedindo que ele próprio lhe ensine algo ou ajude com alguma conta.

O seu filho vai começar a se interessar mais e deixar de detestar a matéria quando perceber que finalmente entendeu o conteúdo e que acerta o resultado das questões. Por isso é sempre bom você incentivar cada resultado positivo dele; assim como nas reuniões de pais elogiá-lo para o professor.

Ele precisa ter uma boa base para que no futuro não enfrente problemas na faculdade ou no vestibular. Por isso o ensino na fase inicial é tão importante; é algo que ele vai carregar e levar para a vida toda. Um déficit na matéria ou até mesmo uma “birra” pode causar sérios transtornos no futuro.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

CONCORDA OU DISCORDA? ESCREVA O SEU COMENTÁRIO