Tudo sobre Dislexia

Gostou deste Post?

A dislexia nada mais é do que uma deficiência no aprendizado. Acredita-se que mais de 20% das crianças sofram desse déficit. A dislexia faz com que o seu filho tenha dificuldade em aprender o básico, como ler, escrever e fazer contas. Mas calma que isto não quer dizer que ele é menos inteligente, na verdade muitos disléxicos apresentam um grau de inteligência superior ao da maioria da população.

É preciso que os professores do seu filho e você estejam sempre atentos a ele para que percebam desde cedo se ele tem ou não dislexia. Caso contrário é bem comum você ou o professor confundir a dislexia com preguiça ou falta de vontade de estudar.

É natural que as crianças disléxicas apresentem mal-comportamento dentro e fora da escola como forma de extravasar as suas frustrações. Por isso todo o cuidado é pouco na hora de tachar alguma criança de preguiçosa.

A dislexia quando tratada desde cedo pode fazer com que o seu filho alcance o sucesso no futuro. Serão criadas técnicas e didáticas de aprendizagem para que ele consiga aprender sem danos e estimule ainda mais o alto grau de inteligência que ele tem. Alguns dos maiores gênios, inventores e escritores eram disléxicos, como Thomas Edison, Walt Disney e até mesmo Agatha Christie.

Tem pesquisas que apontam que as crianças disléxicas inclusive têm maior chance de ser mais bem sucedida, já que eles criam um método próprio de aprendizagem que estimula a criatividade e desenvolve habilidades para evitar o stress.

A origem da dislexia é neurológica e genética. Se o seu filho nascer disléxico é sinal de que algum parente ou alguém na família também tem ou teve dislexia. Os tratamentos para a doença incluem técnicas para que o cérebro relacione letras aos sons e o significado das palavras que elas formam.

Quanto mais cedo você tratar a dislexia do seu filho, maiores as chances dessas conexões falhas no cérebro se atenuarem e serem corrigidas. A boa notícia é que se tratada nos primeiros anos de vida a dislexia é totalmente curável.

O primeiro fator que você deve ficar atenta para perceber a dislexia é que se mesmo o seu filho estudando em uma boa escola, as notas não refletem o ensino dele e ele tem dificuldade nas tarefas; o segundo passo é ver se ele não confunde letras do alfabeto ou sons das palavras – isto você pode observar desde cedo, mesmo antes de ele entrar na escola, veja se ele tem dificuldade na fala ou em rimar as palavras.



Gostou deste Post?

Comments

  1. boa tarde
    falo de ANGOLA, tenho uma filha de 4 anos, nota – se desde ja a dificuldade que ela tem em termo de aprendizagem com relação aos outro colegas, isto pork ela apresenta um certo de desenteresse em termo de aprender as coisas, tem deficuldade de calçar direito, isto é troca os calçados, a professora ensina – lhe o grafismo mais simples ela não consegue emitar aquilo que a professora ensina, ela faz sempre coisas que não corresponde com o pedido, isto ja preocupa – me, ainda não procurei o médico mais não sei se através desta descrição poderão me dizer se é ou não deslexia.abraço

  2. joana d'arc de aguirre colasante fiqueira says:

    Bom dia,meu filho tem 8 anos e percebo já a algum tempo desde seus 6 anos que trocava as letras em pronunciar algumas palavras,mas depois de começar a ir a escola melhorou; então de la pra cá tenho sido chamada a escola para ouvir do professor que meu filho é muito inteligente mas uma criança de corpo presente e mente ausente,a dificuldade de distinguir algumas consoantes*como M,N,T,D,P,B,Q*emfim é uma criança segundo o professor de bom comportamento,obediente e muito prestativo quando solicitado.Por favor gostaria de saber se este quadro tem haver com a dislexia.
    eu de comum acordo com o professor decidimos encaminha-lo a uma psicopedagoga,sera o correto???
    por favor aguardo uma resposta!!Desde de já meu muito obrigada pela atenção,um grande abraço.

  3. francislaine bombacini says:

    bom dia meu filho tem 11 anos de idade ele sofreu um acidente ha 4 anos quando ele ainda tinha 7 anos de idade ele estava andando de bicicleta quando um carro atropelou mas só precisou dar dois pontinhos em sua cabeça foi de leve depois passado 5 meses deu um ataque epilétco nele ele ficou passado cerca de 15 minutos ele estava dormindo quando aconteceu ele gritou pelo pai aí a perna dele direita tremia ele não nos ouvia chamar seu nome ele ficou como quando alguém leva um susto fica em estado de choque mas ele não enrolou a lingua eu e meu esposo levamos ao médico foi feito exames de elétro tomografia e resonÂncia magnética deu que o problema está no lado esquerdo do cérebro porque a perna direita dele tremia agora graças a DEUS já faz um ano que a perna dele não treme mais mas ele ainda toma remédio ……………………. e não sabe ainda ler nem escrever direito eu quero saber se isso tem haver com a dislexia aguardo por resposta agradeço desde já.

    • Olá Francislaine, de maneira alguma a dislexia não provoca este tipo de sintoma, a dislexia nada mais é do que uma dificuldade em aprender a ler e escrever; porém que eu saiba
      ela não tem nenhuma ligação com traumas, acidentes, pancadas, etc. Pode ser que o seu filho tenha tido este problema em razão do acidente, sugiro que vc procure o médico e informe-se melhor sobre pq o seu filho teve este sintoma da perna tremer.

  4. Alessandra says:

    bom dia, meu filho tem 6 anos de idade e desde de cedo ele tem muitas dificuldades na fala, tem palavras que ele não consegue falar e outras que fala errado e agora que ele começou a ir para a escola esta com muitas dificuldades em aprender as letras e os números, alem disso ele tem dificuldades em se relacionar com os colegas e de entender o que eu e a professora tentamos ensinar para ele, esses sintomas tem podem ser um sinal de que ele tem dislexia, espero uma resposta muito obrigada.

  5. Bom dia, meu filho tem 11 anos é um ótimo garoto, não me da problemas na escola, mas tem muita dificuldade para ler, ele até tenta estudar sozinho mas quando tem que ler a matéria não entende quase nada, tenho que ler para ele, tem facilidade em gravar a matéria, mas se tiver que ler sozinho não consegue gravar nada. Gostaria de saber se é algum tipo de dislexia e o que devo fazer. Obrigada.

  6. Kelly cristine says:

    Boa noite!
    Passei meu filho na neuropediatra onde foram aplicados testes durante 12 seções o resultado fou de deficit atencao e hiperatividade , mas que o seu QI E ACIMA DA MEDIA Ele passou para 2°série fundamental , sem saber LER , com com o nosso consentimento junto a coordenação da escola .No início de 2014com orie do neuropediatra começou a fazer fonoaudiologa com apenas 4 meses ele já estava lendo e reconhecendo melhor as letras. Possui grande dificuldade de atenção e desfoca com facilidade ainda com atraso precisando sempre de uma pessoa para orientar em suas atividades com dependência. Nas provss tem se saído mal naquela que menos pedir para ler e sim expliquei foi a que teve melhor resultado. O neuropediatra nao descarta a hipotese provável dislexia mas iremos saber somente após completos 9 anos.No ano que vêem elevura para uma escola de metodo próprio o REC acredito que possa ser um diferencial umboutro ambiente com outro método de ensino.

  7. Kelly cristine says:

    Comentário a aguardar aprovação
    Boa noite!
    Passei meu filho na neuro-psicologa onde foram aplicados testes durante 12 seções o resultado fou de deficit atencao e hiperatividade , mas que o seu QI E ACIMA DA MEDIA Ele passou para 2°série fundamental , sem saber LER , com com o nosso consentimento junto a coordenação da escola .No início de 2014com orie do neuropediatra começou a fazer fonoaudiologa com apenas 4 meses ele já estava lendo e reconhecendo melhor as letras. Possui grande dificuldade de atenção e se desfoca com facilidade ,ainda com atraso precisando sempre de uma pessoa para orientar em suas atividades com dependência. Nas provas tem se saído mal naquela que menos pedir para ler e escrever , mas naquele que somente expliquei foi a que teve melhor resultado. O neuro-pediatra não descarta a hipotese de dislexia mas iremos saber somente após completos 9 anos praticamente daqui 16 meses .No ano que vêem ele estudara em uma escola de metodo próprio o REC acredito que possa ser um diferencial um outro ambiente com outro método de ensino. Sera possível meu filho ter DTPA e DTPH e provável Dislexia , será? Penso que hj em dia temis muito mais informações , mas ao mesmo tempo penso tanta coisa numa criança normal, linda e feliz .COmo lidar com este grau de dificuldade do meu filho , qual será o melhor caminho a percorrer ?
    Responder

    • Kelly, ao meu ver penso que vc tem percorrido os caminhos corretos para auxiliar o seu filho.
      Pelo que nos contou vc procurou os melhores profissionais da área para tentar compreender a dificuldade que seu filho atravessa. Hj em dia, há mtos recursos. Creio que acima de tudo é preciso ter calma. Qdo ouço uma história como a sua, eu lembro-me qdo eu era pequena, tinha (e tenho) imensa dificuldade em matemática, sofri mto já q naquela época não se entendia as dificuldades q uma criança pode apresentar com esta ou outra disciplina. Creio q acima de td vc é uma excelente mãe e tem procurado ajuda para seu filho, e isso é o mais importante pra ele, sua ajuda, seu apoio e sua compreensão. :)

Speak Your Mind

*


+ 3 = quatro