Origem da Festa de Natal

Gostou deste Post?

Natal é uma das festas mais aguardadas por todos. Mas a maioria das pessoas não sabe realmente como essa celebração começou, o seu significado e porque é comemorada no dia 25 de dezembro. É importante que você saiba responder as incessantes perguntas do seu filho sobre o porquê de tudo, principalmente a parte que mais interessa para ele, ou seja  porque ele ganha presente.

A palavra natal quer dizer nascimento ou aniversário. Apesar dessa palavra não constar na Bíblia, a festa teve origem Igreja Católica Romana a partir do século IV, e a partir de então se espalhou para o mundo todo.

O que se sabe é que Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro, dado que a Bíblia (Lucas 2:8) cita que “… havia naquela mesma comarca pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho.”  Isso era impossível que decorresse  na Judéia, pois durante o mês de Dezembro o inverno é extremamente rigoroso e os pastores recolhiam seus rebanhos em Outubro, e é pouco provável que José e Maria, estivessem a caminho de um recenseamento na época do inverno; pois seria difícil que as pessoas que viviam em outras terras se dirigissem  à Judéia devido ao extremo frio.

Apesar de não se saber a data realmente certa de seu nascimento, crê-se que seja aproximadamente seis meses depois da Páscoa. Por isso que a festa de natal só foi incorporada mais tarde na religião católica.

O Natal na verdade surgiu como uma festa pagã que celebrava o dia mais curto do ano (25 de dezembro) e o “Novo Sol”. Como toda festividade pagã era regada a orgias e bebedeira. Com o crescente avanço do cristianismo, os líderes da época resolveram “converter” os pagãos e para não deixar a festividade morrer decretaram que dia 25 de dezembro seria dia do nascimento do deus-Sol, ou seja, dia do nascimento do filho de Deus. Assim surgia o Natal que nada mais é do que a velha festividade pagã de adoração ao Sol; a única mudança foi no nome.

Outro símbolo muito usado por todas as famílias na festa é a árvore de Natal. Ela surgiu na Babilônia e segundo a lenda um pinheiro nasceu da noite para o dia, de um pedaço de árvore morta. Isso simbolizava o desabrochar da morte para uma nova vida. E todo o ano o espírito que morreu deixaria presentes nela. Foi dessa maneira que se criou o habito de enfeitar a árvore no natal e colocar os presentes embaixo dela.

Papai Noel na verdade é São Nicolau, um bispo romano que viveu no século V. Tudo começou quando o bispo ofereceu as escondidas, dotes para três filhas de um cristão empobrecido; pronto estava criado o ritual de dar presentes escondidos. Na verdade o dia de São Nicolau é comemorado dia 6 de dezembro, mas acabou-se por se fundir com o natal por causa da troca de presentes.

Com relação à decoração, a história mais interessante é a da guirlanda. Na antiguidade elas eram usadas para funerais, celebração aos deuses e as vítimas que eram sacrificadas aos deuses pagãos e para celebração nos esportes. São consideradas portas de entrada dos deuses, por isso o costume de colocá-las na porta das casas como sinal de boas vindas. A tradição de se enfeitar a sala ou a mesa com velas remete a um ritual pagão ainda feito atualmente. A vela acesa faz renascer o ritual do solstício e mantém vivo o deus sol.

O presépio é um altar para o deus pagão Baal, consagrado desde a Babilônia. Alguns dos símbolos remetem ainda ao culto do deus Sol; ele estimula a veneração de imagens e a idolatria.

As músicas de natal tiveram origem na era medieval quando famílias se reuniam para celebrar o nascimento do menino Jesus e cantar músicas de louvor ao deus menino.

Veja mais em: Tradições de Natal

Abaixo um vídeo com a narrativa da origem do natal religioso que todos nós conhecemos e comemoramos: O nascimento de Jesus!



Gostou deste Post?

Deixe o seu Comentário

*

Powered by MVO® - Máquina Vendas Online