Bigmãe
métodos contraceptivos

Métodos contraceptivos: quais são?

A mulher que deseja manter relações sexuais sem correr o risco de engravidar deve escolher um método contraceptivo que se adeque não apenas as suas escolhas de vida, mas também ao seu corpo e organismo. Isso porque alguns podem provocar desconforto, outros requer períodos de abstinência ou então, podem alterar as taxas hormonais.

Muitas vezes a escolha de um métodos não depende apenas de uma questão de opinião. Mas sim médica por questões que vão desde a saúde o corpo, até mesmo adaptação e/ou rejeição do organismo frente a um determinado dispositivo.

Quais são os métodos contraceptivos

Existem três classificações básicas dos principais métodos de contracepção: naturais, hormonais e de barreira. Estes métodos recorrem a diferentes técnicas e deve ser considerado os pós e contras antes da tomada de decisão.

Métodos contraceptivos naturais

método da temperatura basal

São aqueles que utilizam o período de fertilidade como fator base. Ou seja, a mulher deve conhecer e identificar qual é o seu período fértil, através de vários sistemas, para poder realizar a abstinência sexual. Os principais são:

  • Calendário Ogino Knaus (tabelinha);
  • Temperatura basal;
  • Muco cervical (Billings);
  • Sintotérmico;
  • Do dia (standard);
  • Coito interrompido (exceção quanto a abstinência sexual);

Uma das principais vantagens do método contraceptivo natural é que não provoca alterações no organismo da mulher (por questões hormonais). Em contrapartida é necessário que a mulher aprenda a reconhecer as alterações fisiológicas do seu organismo e faça um registro diário para poder acompanhar todas as suas fases do ciclo menstrual.

Veja aqui: as vantagens e desvantagens dos métodos contraceptivos naturais.

Método contraceptivo hormonal

método do adesivo hormonal

Um destes métodos é bastante conhecido e popular entre as mulheres por ser fácil de utilizar e relativamente barato, quando comparado aos demais. O principal fator aqui são as descargas de hormônios químicos no organismo para evitar a gravidez:

  • Anticoncepcional Combinado Oral (Pílula);
  • Adesivo;
  • Dispositivo Intrauterino Hormonal (DIU);
  • Anel vaginal;
  • Implante subdérmico;
  • Injeção hormonal.

Veja aqui: as informações sobre os métodos contraceptivos hormonais.

Método contraceptivo de barreira

método do preservativo

Como o próprio nome já revela, este método tem como premissa dificultar o contato entre o espermatozoide e o óvulo. Apenas um destes métodos de barreira impede a transmissão de grande parte das doenças sexuais: o preservativo masculino ou feminino (camisinha):

  • Preservativo;
  • Espermicida;
  • Diafrâgma;
  • Capuz Cervical;
  • Dispositivo Intrauterino (DIU);
  • Esponja.

Veja aqui: as características de cada um dos métodos contraceptivos de barreira.

Como escolher o melhor método contraceptivo?

O primeiro passo já foi dado: conhecer quais são as opções. Agora o recomendado é:

  1. Consultar o médico especialista e solicitar um check-up do seu corpo, para conferir taxas hormonais e para saber se há quaisquer outros distúrbios ou disfunções;
  2. Expor ao médico quais são os métodos que você tem preferência para poder discutir aqueles que ele julga ser melhor ou ideal para o seu tipo de organismo;
  3. Dentre as opções apresentadas pelo médico, faça um teste para ver qual é o método contraceptivo que você melhor se adapta.

É um processo simples, mas que requer acompanhamento médico para que você não tenha surpresas ou resultados negativos.