Campanha alerta mães sobre importância da classificação indicativa

Gostou deste Post?

O site do Ministério da Justiça do Brasil, lançou recentemente uma campanha intitulada ‘Não se Engane’, para alertar os pais sobre a influência que as obras audiovisuais podem ter na formação de crianças e informá-los sobre a classificação indicativa como uma forma de selecionar os programas aos quais os filhos assistem.

O site do Ministério da Justiça alerta que:

De acordo com o Painel Nacional de Televisores do Ibope 2007, as crianças brasileiras entre quatro e 11 anos de idade passam, em média quatro horas e 50 minutos por dia em frente à TV. Estudos mostram que as crianças estão propensas a imitar o que assistem em filmes, desenhos, novelas e não distinguem ficção e realidade. Daí a importância de se oferecer ferramentas para que a família faça a escolha sobre o que assistir ou não. Guia Prático da Classificação Indicativa, publicação que reúne os critérios para recomendar a que faixa etária as obras audiovisuais se destinam.

Para que seu filho fique livro do lixo tóxico que é despejado diariamente em muitas emissoras brasileiras, o papel dos pais é fundamental. Não permita que seu filho assista aos programas de jornalismo policial que passa ao fim da tarde, não deixe que seu filho assista a novela das 9h00 e veja os péssimos exemplos que são apresentados. Só você pode zelar pela saúde mental e pela formação do caráter do seu filho.

O site do Ministério da Justiça disponibiliza um arquivo em PDF que informa os pais sobre o que vem a ser a classificação indicativa, clique no link abaixo para ter acesso:

- Ministério da Justiça



Gostou deste Post?

Deixe o seu Comentário

*

Powered by MVO® - Máquina Vendas Online